Saúde e Bem-estar

Pressão alta: os principais ‘remédios caseiros’ contra a hipertensão

Conheça maneiras naturais de diminuir a pressão alta

Coração

Para tratar e controlar a pressão alta, é preciso adotar algumas mudanças no estilo de vida. Sim: ter um dia a dia mais saudável pode ajudar a driblar os fatores que levam à hipertensão. Aqui estão alguns dos comportamentos mais indicados pelos especialistas no assunto.

Abandonar o cigarro e o álcool

Em primeiro lugar, é importante parar de fumar. Os produtos químicos na fumaça do tabaco podem endurecer as paredes dos vasos sanguíneos. Se você consome regularmente muito álcool, reduza a quantidade ou pare completamente. Beber álcool em excesso pode aumentar a pressão arterial.

Controlar o estresse

Os exercícios físicos são uma ótima maneira de controlar o estresse. Outras atividades também podem ser úteis, como ioga, meditação e respiração profunda. Dormir adequadamente também ajuda a reduzir os níveis de estresse.

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:Pressão alta: estas são as opções de tratamento da hipertensão

· · ·

Criar uma dieta saudável para o coração

Uma dieta saudável para o coração é fundamental para ajudar a reduzir a pressão alta e diminuir o risco de complicações, que incluem doenças cardíacas, derrame e ataque cardíaco. Uma dieta saudável para o coração prioriza frutas, legumes, grãos integrais e proteínas magras.

Manter o peso ideal

Se você vive com obesidade, manter um peso moderado com uma dieta saudável para o coração e aumento da atividade física pode ajudar a diminuir a pressão arterial.

Praticar atividade física

Além de ajudar a perder peso, os exercícios físicos reduzem a pressão arterial naturalmente e fortalecem o sistema cardiovascular. Segundo especialistas (em inglês) bastam cinco sessões semanais de 30 minutos de atividade.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM