Notícias

Modelo que atropelou e matou no RJ é acusado de estuprar várias mulheres

O modelo Bruno Krupp ganhou destaque na mídia após atropelar a matar um estudante. Após seu nome virar manchete, foi revelado que ele é investigado por estupro e estelionato

Modelo está preso por atropelamento

O modelo Bruno Krupp atropelou e matou o estudante João Gabriel Cardim Guimarães, de 16 anos, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, no último sábado (30). O caso virou manchete de jornal e isso foi o suficiente para que outros crimes dele fossem relevados. Ele é investigado por investigado por estupro e estelionato.

Segundo revelou o jornal “O Dia”, uma mulher, de 21 anos, registrou queixa de violência sexual contra Bruno em julho deste ano. Ela revelou que estava na casa dele e que foi vítima de uma relação sexual sem consentimento.

Após saber da denúncia, Priscila Trindade, de 28 anos, revelou em seu Instagram que também foi vítima de estupro pelo modelo. Seu post repercutiu e outras mulheres revelaram que também foram vítimas.

Ela revelou que que conheceu Krupp há cerca de 9 anos. Os dois combinaram de ir a uma festa. Ela acabou chegando primeiro na casa dele e adormeceu.

Ela revela que Bruno chegou bêbado já de manhã, a pegou à força e tentou filmá-la. Ela fala que ficou sem reação principalmente porque a família dele estava em casa. “Depois de muito relutar eu simplesmente cedi e foi horrível”, Priscila descreve.

Priscila chegou a divulgar alguns casos que recebeu de outras mulheres que também foram vítimas (mas manteve os nomes em sigilo).

“Ele fez exatamente a mesma coisa com minha amiga, há 7 anos, quando ela só tinha 15″, escreveu uma. “Comigo aconteceu basicamente a mesma coisa quando tinha uns 16 anos. Colocou droga na minha bebida na noite anterior, fiquei vomitando ao lado dele e ele sem prestar nenhum tipo de ajuda”, relatou outra.

NOTÍCIAS

Espanha edita foto de modelo com perna mecânica para promover ação de positividade dos corpos

Mulheres de milhões: Taís Araújo conta detalhes do encontro com Viola Davis

Vereadora trans de Belo Horizonte sofre ameaças de neonazista

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM