Notícias

Condutora que estava em alta velocidade viraliza por sua desculpa inusitada

A professora de 46 anos foi presa pela polícia após ser vista em alta velocidade e realizando manobras “perigosas”

Uma professora foi presa após ser pega conduzindo em alta velocidade e fazendo manobras perigosas em Buenos Aires, Argentina. A condutora acabou viralizando nas redes sociais por revelar o motivo da sua ação. Ela revelou eu dirigia rápido, pois estava apaixonada pelo marido do seu irmão.

Mesmo com a presença da polícia, a condutora, segundo Mega Notícia, não parava de cantar uma música romântica. “Você pode saber a que se deve esse sentimento emocional?” foi a pergunta que o policial fez quando parou o motorista. A resposta, é claro, surpreenderia os presentes. “Sim, estou apaixonada”, responde a mulher, terminando com " e a outra parte, o irmão, não aceita “.

A história de amor

A professora respondeu todas as perguntas da polícia e colaborou com a situação. Ela ainda chegou a contar sua história de amor. Ela disse que tinha um relacionamento amoroso com seu cunhado e que seu marido estava preso por violência doméstica.

“Eu não posso estar fazendo tantas declarações, vá e veja. Milhares de casos de feminicídios, milhares de denúncias, já pensou? Agora estão prendendo uma mulher só por fazer uma declaração de amor”, desafiou ela. Eventualmente, a policia liberou a mulher e a história dela acabou viralizando.

NOTÍCIAS

México deporta travesti brasileira que iria ministrar palestra em evento internacional

O “herói sedutor” e a “louca”: relato da mulher sobre o caso com morador de rua expõe uma sociedade doente

Estudantes brasileiras criam o ‘CosmoCup’, coletor menstrual para mulheres no espaço

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM