Notícias

México deporta travesti brasileira que iria ministrar palestra em evento internacional

Keila Simpson, 57, é presidente da Associação Brasileira de Travestis e Transexuais (Antra) e foi barrada no aeroporto da Cidade do México

No último domingo (1), Keila Simpson, 57, é presidente da Associação Brasileira de Travestis e Transexuais (Antra), foi barrada no aeroporto da Cidade do México. Ela chegou no país para ministrar uma palestra no Fórum Social Mundial, mas não conseguiu comparecer no evento, pois foi deportada pelas autoridades.

Segundo informou a Folha de S. Paulo, a Antra informou que Keila tinha todos os documentos necessário para entrar no México e sua deportação foi um caso de transfobia. Uma ativista mexicana protocolou um pedido para que a deportação fosse evitada, mas a associação informou que não houve tempo para obter resposta e Kelly foi deportada.

Após a repercussão do caso, a entidade revelou que o Ministério das Relações Exteriores mexicano convidou Simpson a voltar ao país, mas ela recusou a proposta porque “não tem condições físicas nem psicológicas para uma nova viagem nesse momento”.

NOTÍCIAS

O “herói sedutor” e a “louca”: relato da mulher sobre o caso com morador de rua expõe uma sociedade doente

Estudantes brasileiras criam o ‘CosmoCup’, coletor menstrual para mulheres no espaço

Mulher leva o noivo vendado para uma montanha e tenta matá-lo porque “não queria se casar”

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM