Notícias

Porta-voz da Casa Branca viraliza após “dar aula” para repórter sobre eficácia da vacina

A porta-voz da Casa Branca explicou para o repórter a diferença entre vacinados e não vacinados contraírem Covid-19

Jen Psaki, porta-voz da Casa Branca, viralizou na última segunda-feira (10) com um vídeo gravado durante uma coletiva de imprensa. Ela foi questionada por Peter Doocy, repórter da Fox News, sobre a eficiência da vacina e sua reposta foi considerada uma “aula”.

Durante a coletiva, Peter questionou um comunicado do governo norte-americano dizendo que agora o país entraria em uma “pandemia entre não vacinados”. Ele afirma que isso seria infundado, pois pessoas totalmente vacinadas também infectadas por covid-19.

“Eu entendo que a ciência diz que as vacinas previnem contra a morte [por coronavírus]. Mas eu tomei três doses e ainda peguei covid. Você tomou três doses e ainda pegou covid. Por que o presidente ainda está se referindo a isso como uma pandemia dos não vacinados?”, questionou o jornalista.

Jen Psaki rebate o comentário dizendo que “o impacto para as pessoas não vacinadas é muito mais terrível do que para as vacinadas”. “Recebi três doses da vacina. Tive sintomas mais leves. Você tem 17 vezes mais riscos de ser hospitalizado se não for vacinado, e 20 vezes mais riscos de morrer”, afirmou a porta-voz.

Política

Vice-líder do governo no Congresso afirma que “direita camicase se autodestrói” e que deseja criar uma “direita radical”

Deputada divulga dados pessoais de médicos que defenderam vacinação infantil

Luísa Sonza defende Ivete Sangalo após crítica de Bolsonaro

Gleisi Hoffmann diz que teto dos gastos foi “totalmente desmoralizado por Bolsonaro”

Após internação de Bolsonaro, Michelle lembra facada: “sequela para resto da vida”

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM