Comportamento e Relacionamento

Complexo de inferioridade: será que você tem e nem sabe?

O complexo de inferioridade ocorre quando temos um sentimento crônico de inadequação e insuficiência

O complexo de inferioridade ocorre quando uma pessoa tem um sentimento considerado crônico de insuficiência e inferioridade

O psicólogo Alfred Adler, conhecido por ser “discípulo” de Freud, cunhou o termo complexo de inferioridade. Ele é usado para determinar algumas características que uma pessoa pode apresentar em relação aos outros. Será que você tem isso e nem sabe? Vem entender mais sobre o tema!

O que é complexo de inferioridade?

Esse complexo ocorre quando uma pessoa tem um sentimento considerado crônico de insuficiência e inferioridade em relação a si mesma. Segundo Alfred Adler, o complexo pode ocorrer quando uma pessoa começa a comprar sua habilidade, realizações e características com os demais.

É um quadro que pode surgir no início da infância quando a criança é constantemente comparada com irmãos, familiares ou colegas e pode seguir até a vida adulta afetando diversos setores da vida, como trabalho, relações românticas, autoimagem e autoconfiança.

Recomendados

É importante destacar que isso pode levar a pessoa a desenvolver outros quadros, como depressão, a ansiedade social ou transtornos de personalidade. Por isso, exige tratamento psicológico.

Sinais de que uma pessoa sofre com complexo de inferioridade

  • Baixa autoconfiança
  • Excesso de autocrítica
  • Comparação constante com os outros
  • Sensibilidade à rejeição
  • Evitar desafios
  • Dependência da validação externa
  • Isolamento social

+ AUTOESTIMA

Atenção! Estes sinais podem indicar que você não tem amor-prórpio

Autoestima: os sinais que indicam que você não se aceita

Os sinais que indicam que você tem uma falsa autoestima

Autoestima: hábitos que te ajudarão a se sentir uma mulher independente

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM