Comportamento e Relacionamento

3 razões graves pelas quais você não termina um relacionamento tóxico

Psicóloga lista motivos sérios que mantêm você preso a um relacionamento tóxico

Mulher deitada sobre uma mesa chorando enquanto olha para um anel de compromisso

Ao se lembrarem de um relacionamento tóxico, as pessoas geralmente se perguntam como estiveram com um mau parceiro por tanto tempo. “Muitas vezes, não é a falta de consciência que mantém as pessoas presas em relacionamentos não saudáveis”, esclarece (em inglês) a psicóloga Roxy Zarrabi. Podem existir outros motivos — os quais, muitas vezes, são graves. A especialista lista os principais deles e defende que é preciso conhecer as suas verdadeiras motivações para se livrar de uma relação ruim.

Você tem medo de ficar sozinho

“Para muitos, o medo de ficar sozinho e a baixa autoestima são motivadores poderosos para permanecer em relacionamentos”, indica Roxy. Para descobrir se é o seu caso, observe. Você sente que a pessoa não é compatível contigo, além de enfrentar sentimentos como solidão e insatisfação em relação às suas necessidades? Se sim, alerta vermelho.

· · ·

Se você está curtindo este texto, é provável que também se interesse por:4 sinais de que você está em um relacionamento pouco saudável

· · ·

Você não sabe quem você é fora da relação

Se você perdeu a noção de individualidade ou abriu mão da sua rede de apoio durante o relacionamento, pode enfrentar uma dificuldade ainda maior para se desapegar, porque existe esse medo de já não saber quem você é fora da relação.

Você está viciado nos altos e baixos do relacionamento

Você não sabe quando o seu parceiro será bacana, mas sente que, quando isso acontecer, será ótimo. Esse comportamento que mais parece uma montanha-russa pode levar à dificuldade de encerrar um relacionamento tóxico devido ao sentimento de dependência por essa dinâmica de punição-recompensa.

· · ·

Aviso

Este texto não fornece soluções para problemas médicos e/ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de iniciar qualquer tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Siga a NOVA MULHER nas redes sociais para ter acesso a conteúdos exclusivos: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Aproveite e compartilhe os nossos textos. O seu apoio ajuda a manter este site totalmente gratuito.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM