Comportamento e Relacionamento

4 sinais de que você está em um relacionamento pouco saudável

Um relacionamento saudável não é marcado por estas atitudes

‘Coceira dos sete anos’: por qual motivo muitos casais se separam quando chega nessa época?

Muitas vezes, é difícil admitir que um relacionamento não serve mais, mesmo quando é óbvio para todos que estão de fora. “As verdades mais importantes são aquelas que, muitas vezes, escondemos de nós mesmos quando não estamos prontos para enfrentar nossos medos ou abandonar uma relação”, afirma a psicóloga Roxy Zarrabi (em inglês).

Em artigo (também em inglês) no site Psychology Today, Roxy recomenda prestar atenção nestes quatro sinais de que a dinâmica do relacionamento adoeceu. Assim você pode arrumar as coisas… ou seguir em frente.

Você está angustiada

Você sente um desconforto com o relacionamento, mas ignora a situação dizendo a si mesmo que todas as relações são difíceis e dão trabalho ou que você sabe que a outra pessoa pode mudar. Além disso, muitas vezes você se sente julgada pelo seu parceiro.

· · ·

Se você está curtindo este texto, é provável que também se interesse por:Relacionamento saudável: 4 passos para melhorar a comunicação com seu parceiro

· · ·

Você está esgotada

Você está se esforçando demais para manter o relacionamento ou compensar a falta de esforço do seu parceiro. Nesse processo, você também está sacrificando a sua autenticidade e perdendo partes de si mesma ao longo do caminho.

Você se anula

Você não está expressando as suas necessidades nem os seus sentimentos porque tem medo de que o seu parceiro vá embora, rotule você como “carente” ou, pior, que “exploda” com você. No fim das contas, os seus limites não estão sendo respeitados.

Você se sente distante

Você sente a necessidade de esconder ou mentir sobre partes do seu relacionamento ao conversar com as outras pessoas porque tem medo do julgamento. Isso pode afastar você de entes queridos, como amigos e familiares.

· · ·

Aviso

Este texto não fornece soluções para problemas médicos e/ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de iniciar qualquer tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Siga a NOVA MULHER nas redes sociais para ter acesso a conteúdos exclusivos: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Aproveite e compartilhe os nossos textos. O seu apoio ajuda a manter este site totalmente gratuito.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM