Estilo de Vida

Conheça a nova dieta japonesa para perder peso

Hitoshi Watanabe, criador do plano, promete que o regime queima três quilos em cinco dias

Ivan Samkov/Pexels

A dieta japonesa para emagrecer propõe comer uma banana e beber um copo de água quente no café da manhã para ativar o metabolismo, explica o portal de notícias Información (em espanhol).

A ideia é que nenhum outro alimento seja consumido até o almoço, pois a primeira refeição cria saciedade e evita o desejo por açúcar. Além disso, a fibra da banana otimiza o trânsito intestinal.

Hitoshi Watanabe, criador do plano que promete perder três quilos em cinco dias, recomenda refeições leves durante o restante do dia, como arroz, sopas e caldos. Aves, peixes e vegetais também são permitidos, ao contrário da carne vermelha.

⋅ ⋅ ⋅

Leia também

3 sinais de que você tem um comportamento autodestrutivo e deve trabalhar seu amor-próprio

Como perder peso depois dos 40 anos? Confira as dicas de um especialista em obesidade

Esta é a frequência com que você deve lavar seus jeans, segundo especialistas (😱)

⋅ ⋅ ⋅

Segundo o mesmo plano alimentar, o jantar deve ser feito cedo, entre 18h e 20h, já que deve haver um intervalo de pelo menos quatro horas entre a última refeição e a hora de dormir.

A dieta japonesa para emagrecer costuma gerar divergências, já que alguns especialistas consideram que ela não oferece nutrientes suficientes. Por isso, é fundamental estar sob a supervisão de um nutricionista. ◼

⋅ ⋅ ⋅

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM