Saúde e Bem-estar

Além do sal: 6 alimentos que você deve evitar se sofre de hipertensão

É importante ficar atenta a outros preparos de sua dieta

Colher com grãos de sal

O sal é um tabu para as pessoas com hipertensão, afinal, esse ingrediente pode desequilibrar os fluidos sanguíneos e levar a outros problemas cardíacos.

De acordo com o portal Meganoticias (em espanhol), é importante ficar atenta a outros alimentos que são tão perigosos quanto o próprio sal. Veja a lista:

⋅ ⋅ ⋅

Leia também

Atenção! Beber café quente pode levar a um problema de saúde gravíssimo, segundo especialista

O sal rosa não é do Himalaia e está afetando sua saúde; saiba mais

Descubra se você deveria tomar melatonina para dormir melhor

⋅ ⋅ ⋅

Açúcar

Segundo estudo realizado em 2014, além de contribuir para o sobrepeso, o açúcar aumenta a pressão arterial. A mesma pesquisa demonstrou que diminuir o seu consumo tem resultados positivos quase imediatos.

Álcool

O álcool aumenta a pressão arterial, mas também contribui para o ganho de peso devido às calorias dos drinques e das bebidas.

Alimentos ultraprocessados

Frituras, embutidos, fast-food e comida congelada são alimentos com muito sódio, conservantes e gorduras trans e saturadas. Eles têm sido associados a um maior risco de ser diagnosticada com diabetes e doenças cardíacas.

Lácteos

O leite e os seus derivados (como manteiga e queijos) contêm altos níveis de gordura, fator que aumenta o “colesterol ruim”. Nesse caso, prefira as versões com baixo teor de gordura ou as gorduras vegetais.

Picles

Para conservar alimentos por longos períodos de tempo, o sal é o ingrediente mais usado. Por isso, em um pickle há aproximadamente 447 miligramas de sódio, segundo o Banco de Dados de Alimentos dos Estados Unidos.

Tomate enlatado

As sopas e os molhos de tomate são ricos em sódio. Se você deseja consumi-los, verifique se existem versões com baixo teor do componente. ◼

⋅ ⋅ ⋅

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM