Saúde e Bem-estar

Extrato de chá verde reduz miomas e sintomas de endometriose, segundo cientistas

‘Uma terapia tão simples, barata e administrada por via oral pode melhorar a saúde das mulheres em todo o mundo’, afirma estudo

Um estudo (em inglês) da Universidade de Sohag, no Egito, observou que o consumo de chá verde reduz o volume dos miomas em 32,6%. Durante a pesquisa, 33 mulheres em idade reprodutiva com miomas uterinos consumiram essa planta.

Diariamente, as pacientes receberam um tratamento oral com 800 miligramas de extrato de chá verde ou um placebo com 800 miligramas de arroz integral por quatro meses.

Quem recebeu o extrato de chá verde reduziu significativamente a gravidade dos sintomas (32,4%); aumentou a qualidade de vida em relação à saúde (18,5%); e correu menos risco de conviver com anemia, já que houve menor perda sanguínea.

O chá verde “se mostra promissor como um agente terapêutico seguro e eficaz para mulheres sintomáticas com miomas uterinos. Uma terapia tão simples, barata e administrada por via oral pode melhorar a saúde das mulheres em todo o mundo”, afirma a publicação.

⋅ ⋅ ⋅

Leia também

⋅ ⋅ ⋅

Uma opção contra a endometriose

Já uma investigação (em inglês) publicada na Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos revela que o resveratrol e o galato de epigalocatequina (componentes ativos do chá verde) exercem um efeito inibitório no desenvolvimento da endometriose.

Esses compostos também possuem propriedades anticâncer e antioxidantes, que são propostas como um tratamento para a patologia.

⋅ ⋅ ⋅

⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

⋅ ⋅ ⋅

Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho dos nossos redatores, e o seu apoio ajuda a manter este site gratuito.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM