Famosos

Entenda os riscos do descolamento de placenta, condição de MC Loma em sua gestação

A cantora anunciou sua gravidez nesta quarta-feira, 9

A cantora Paloma Santos, mais conhecida como MC Loma, anunciou na noite desta quarta-feira, 9, por meio do seu canal no YouTube, que está grávida de seu primeiro filho. A jovem de 19 anos, está entrando na nona semana de gestação e disse estar muito feliz com a novidade, além de estar recebendo todo o apoio da família e de amigos próximos.

No entanto, Loma revelou um detalhe importante de sua gravidez, que é considerada de risco por conta de um descolamento de placenta. “Fui ao médico e ele falou que eu estou com um pouco de risco pelo fato de a minha placenta estar descolada, mas já estou fazendo tratamento, tomando medicamento”, falou a artista, que não deve poder fazer shows por precisar ficar de repouso: “Então, vocês não vão me ver fazendo shows durante uns meses. [...] O primeiro trimestre é sempre mais complicado”, completou.

Entenda o que é e como ocorre o descolamento de placenta

O descolamento de placenta acontece quando a placenta é separada da parede do útero prematuramente, causando cólica abdominal forte e sangramento vaginal. Caso o descolamento aconteça no início da gravidez, ou antes das 20 semanas, que é o caso de MC Loma, é chamado de descolamento ovular, que apresenta sintomas bem parecidos.

A situação é considerada delicada, pois pode colocar a saúde da gestante de do bebê em risco, por isso, em caso de suspeita, é recomendado ir imediatamente ao pronto-socorro para atendimento com o obstetra, para diagnosticar e tratar esta situação o mais rápido possível.

O descolamento de placenta pode acontecer com qualquer gestante, no entanto, é mais comum que se o quadro se desenvolva em mulheres com fatores de risco que afetam a circulação de sangue, como, esforços físicos muito intensos, pancada forte nas costas ou barriga, pressão alta ou pré-eclâmpsia, ser fumante, uso de drogas, entre outros fatores.

O tratamento para a condição deve ser iniciado assim que suspeitado, para diminuir o risco para a saúde do bebê e da mãe, devido às consequências do sangramento e falta de oxigênio.

Em caso de suspeita de descolamento prematuro da placenta é orientado ir ao pronto-socorro o mais rápido possível, para que o obstetra inicie os procedimentos de diagnóstico e tratamento. Pode ser necessário que a gestante fique internada por um período, em repouso, com uso de oxigênio e controle da pressão arterial e frequência cardíaca, além da monitorização do sangramento com exames de sangue.

Como em qualquer situação que envolve risco à saúde, é importante procurar ajuda médica especializada para tratar a questão da melhor forma possível

⋅ ⋅ ⋅

Leia mais textos da NOVA MULHER

Veja quais famosas vão ser mamães em 2022 além de Rihanna

Atriz de Um Lugar ao Sol fala sobre o direito à não-maternidade

Fabiula Nascimento comemora um mês dos gêmeos. “A vida ganhou outra forma, outra cor”

“Estou exausta”, confessa Christina Ricci sobre maternidade

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM