Notícias

“Esse cara vai me machucar muito”: detalhes do depoimento de jovem que acusa Dani Alves de estupro

Ela contou o que aconteceu na noite do crime.

Daniel Alves, jogador de futebol brasileiro conhecido como Dani Alves, continua preso desde 20 de janeiro de 2023 após ser acusado de estuprar uma jovem de 23 anos no banheiro de uma discoteca em Barcelona, na Espanha.

De acordo com o jornal La Tercera, o programa de televisão espanhol “En boca de todos” , transmitido pela rede Cuatro , revelou as declarações da vítima feitas na Justiça.

Nos documentos, é relatado que naquela noite o acusado se aproximou da jovem que estava acompanhada de uma amiga e uma prima. Ele perguntou se elas o conheciam e disse que era jogador.

Depois disso, Alves passou a tentar insistentemente fazer a jovem tocar em suas partes íntimas. Nesse momento, ela confessa que teve medo de que ele colocasse algo em sua bebida para aplicar um “boa noite, Cinderela”, deixando-a desacordada com algum tipo de droga, mas foram pensamentos muito rápidos.

Ao recordar sobre o momento em que chegou até o banheiro da discoteca, onde a violência teria acontecido, ela menciona que ficou em dúvida.

“Ele fez um gesto para mim e foi aí que eu falei para minha prima: ‘Não sei se vou’. E ela me disse: ‘está tudo bem, não acontecerá nada’, e fez um gesto para que eu fosse e pronto. Eu não sabia para onde estava indo. Lembro-me de ir para onde ele estava. Naquele momento eu disse: ‘Tenho certeza que é uma porta para a rua ou é uma sala VIP ou é outra área do clube.’ Ele abriu a porta, eu me lembro, e eu entrei, e quando entrei vi no que estava entrando. Eu vi que era uma pia pequena, era bem pequenininha. Só tinha banheiro e pra lavar as mãos”, relatou.

Dani Alves e a jovem ficaram 17 minutos naquele banheiro. Ela disse que ele logo levantou seu vestido e ela repetiu diversas vezes que não queria e que precisava ir embora, até que as agressões começaram.

“Ele começou a dizer muitas coisas para mim. Depois ele me jogou no chão, lembro-me de ter ficado em estado de choque, não sabia o que fazer ali. Sei que ele não só agarrou meus cabelos como me fez ajoelhar na frente dele. Naquele momento eu vi uma tatuagem. Eu pensei: ‘Esse cara vai me machucar muito’. Eu estava com muito medo. O rosto, a tatuagem... e até hoje são cenas que me lembro muito”, lamentou.

Confira também:

Brasileira que pode pegar prisão perpetua na Indonésia pede desculpas ‘por ofender o país’

Após aparecer em live importunando sexualmente uma mulher no ônibus, homem é encontrado morto em Sergipe

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM