Notícias

Shantal Verdelho faz exame de corpo de delito para identificar lesões

A influenciadora enfrenta processo contra o médico ginecologista e obstetra Renato Kalil por violência obstétrica

A influenciadora, Shantal Verdelho compareceu ao IML (Instituto Médico Legal), na cidade de São Paulo, para a realização de exame de corpo de delito. O exame foi feito para identificar possíveis lesões na região da vagina, causadas pelas manobras aplicadas pelo médico Renato Kalil no momento do parto de Domenica, filha de Shantal, em setembro deste ano.

A jovem, que formalizou sua denúncia contra Kalil na última sexta, 17, revelou também que, além dos xingamentos e da episiotomia praticada pelo médico, o mesmo teria aplicado uma manobra de Kristeller - prática na qual o médico pressiona a barriga da gestante para empurrar o bebê. A manobra é contraindicado pela Organização Mundial de Saúde e pelo Ministério da Saúde e pode comprometer a saúde da mãe e do bebê.

Shantal também afirmou que Kalil insistiu para que ela fizesse uso de uma medicamento abortivo, o Misoprostol, para induzir o parto. Após consultar outros profissionais de saúde, Shantal optou por não tomar o remédio que, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, só pode ser administrado em ambiente hospitalar.

Recomendados

Denúncias

O caso de Shantal veio à tona no último dia 12, depois que áudios e vídeos enviados por ela a grupos de amigos, vazaram na internet. Em seu relato sobre o que ocorreu durante o nascimento de sua filha, Domenica, em setembro, Shantal diz: “Quando a gente assistia ao vídeo do parto, ele (Renato) me xingava o trabalho de parto inteiro. Ele fala: ‘porr*, faz força. Filha da mãe, ela não faz força direito. Viadinha. Que ódio. Não se mexe, porr*’”.

Além das denúncias de Shantal, outras pacientes e ex-funcionárias também fizeram denúncias de abuso sexual e assédio moral. O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) abriu processo interno de apuração sobre as denúncias e o caso está sendo investigado pelo 27° Distrito Policial de São Paulo, onde foi feita a denúncia. De acordo com as autoridades policiais, um inquérito já foi aberto.

Renato Kalil nega as acusações e diz que o vídeo foi editado e está fora de contexto.

⋅ ⋅ ⋅

Leia mais textos da NOVA MULHER

Em vídeo, Shantal Verdelho rebate críticas após denunciar médico

Novas denúncias: ex-funcionária acusa Renato Kalil de assédio moral e sexual

Episiotomia: entenda a prática que pode ferir direitos das mulheres na hora do parto

Caso da influenciadora Shantal Verdelho expõe um problema sério para as mulheres

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM