logo
Notícias 19/07/2021

Provas indicam que modelo brasileira morta no Chile não cometeu suicídio

Autoridades chilenas começam a investigar novas hipóteses sobre a morte da modelo brasileira

A modelo Nayara Vit morreu em 8 de julho ao cair da sacada do prédio do namorado, localizado em Santiago. Quando as autoridades chegaram no apartamento, uma mulher afirmou que ela teria cometido suicídio.

As autoridades, então, iniciaram investigação nesta linha. No entanto, a família e amigos da modelo não acreditaram nesta hipótese. Dois dias após a morte de Nayara, a família contratou um advogado no Chile que reuniu provas e descartou a morte como suicídio.

Cristian Cáceres, advogado da família, afirmou que tomou conhecimento de que Nayara não tinha nenhuma psicopatologia.

“Ela não apresentava ideias suicidas. Também tivemos conhecimento que, na mesma noite, ela feliz e animada jantou com seus amigos”, afirmou o advogado em reportagem ao Fantástico.

Ele ainda relatou que os vizinhos, na noite da morte da modelo, viram cair um vaso de planta grande da varanda do apartamento onde ela vivia. “Após alguns instantes, eles viram cair o corpo da Nayara. Chama a atenção que ninguém desceu para ver o corpo dela”, destacou Cristian.

+ NOTÍCIAS

O profissional ainda afirmou que testemunhas relataram que o apartamento onde Nayara caiu passou por uma limpeza minutos após sua morte.

“Isso chama atenção porque depois de um acontecimento trágico como esse, o que se tem a fazer é esperar a polícia examinar o local”.

Após reunir as provas que descartam suicídio, Cristian levou as provas para as autoridades chilenas que começaram a investir hipóteses diferentes de suicídio. O caso ainda está em investigação.

LEIA TAMBÉM