Justiça para Mari Ferrer: pesquisa revela a posição dos internautas sobre o caso

Siga

Nova Mulher
Crédito: Acervo pessoal

O julgamento de André de Camargo Aranha, acusado de estuprar Mari Ferrer, gerou comoção nas redes sociais após a divulgação de vídeos mostrando como o caso foi conduzido.

Houve, por exemplo, 20 títeres por minuto na ocasião. Uma pesquisa realizada pela Internetlab, e divulgada pela revista Azmina, constatou que a maior do conteúdo era bastante favorável a Mari.

“No que tange ao posicionamento dos usuários em relação à Mariana Ferrer, identificamos que 93,64% se colocaram a favor de Ferrer, 5,63% somente relataram o caso, colocando-se de forma neutra e apenas 0,73% dos usuários se diziam a favor da sentença que absolveu André de Camargo Aranha – e acusavam o vídeo da audiência de ter sido editado pelo The Intercept Brasil”, explicou a publicação da Azmina.

Você também pode se interessar por:

A revista ainda identificou que as críticas dos usuários se direcionaram não só à justiça de forma mais ampla, mas também à sociedade brasileira. “Houve a compreensão, por parte daqueles que se posicionaram sobre o caso, de que a maneira como o julgamento de André de Camargo Aranha ocorreu é mais uma demonstração do quanto as mulheres têm suas demandas pouco acolhidas social e juridicamente. Nesse sentido, muitas publicações fizeram referência à estrutura social brasileira, aos costumes sexistas e à comum culpabilização da vítima”.

Compartilhe nossas matérias em suas redes sociais ou com seus amigos no WhatsApp. A Nova Mulher é um site totalmente gratuito e você pode nos ajudar a continuar fazendo nosso trabalho compartilhando nossas matérias.

LEIA TAMBÉM