Professora é premiada após reunir pais e alunos para aprenderem sobre a África

A professora ganhou o Prêmio Educador Nota 10, que há 22 anos reconhece a atuação dos professores que trabalham na rede pública

Crédito: Revista Claudia / reprodução

Você sabia que 56% da população brasileira, segundo o Instituto Brasileira de Geografia e Pesquisa (IBGE), é negra? No entanto, a maioria das escolas brasileiras não contem em sua grade curricular o ensino da história da África.

A atitude, que envolve um racismo estrutural, faz com que mais da metade da população brasileira desconheça sua história, além de perpetuar o racismo.

Sabendo disso, a Suzi Dornelas e Silva Rocha, 32 anos, professora de educação física decidiu inovar e criar um projeto reunir pais para aprenderem juntos sobre a África. “A intenção desse projeto foi valorizar essas culturas e fazer com que os alunos se interessassem e se sentissem motivados em aprender”, explica a professora para a Revista Claudia.

O projeto “Viajando pela Cultura Africana” convidou os alunos a conhecer cada território africano, a pesquisar sobre cultura, idioma e história.  “Em cada aula eles viajavam por um país da África, e conheciam suas características, seus elementos culturais e também aprendiam um jogo ou uma brincadeira diferente”, conta a professora.

O resultado do seu projeto, além de proporcionar um conhecimento que certamente mudará a vida dos alunos, foi ganhar o Prêmio Educador Nota 10, que há 22 anos reconhece a atuação dos professores que trabalham na rede pública.

LEIA TAMBÉM