Comportamento e Relacionamento

10 dicas para ter o melhor divórcio

Não envolver uma terceira pessoa durante este processo é fundamental

Casal se divorciando

O divórcio não é um momento fácil na vida de um casal. Significa que a partir deste momento vocês terão que desaprender a viver juntos e dar início a uma outra fase da vida, completamente diferente.

Muitas vezes, o processo do divórcio é conturbado e gera diversas dores de cabeça, tristezas, dúvidas e questionamentos. Porém, existem algumas dicas que podem deixar esse momento um pouco mais leve e menos complicado. Por isso, Pâmela Cyntrynbaum listou para o portal Psychology Today dez dicas para ter o melhor divórcio. Confira a seguir:

1. Não tente uma amizade muito cedo

No começo, é importante manter uma distância segura e profissional um do outro para conduzir melhor os negócios, as novas regras e também os limites que permitirão na vida um do outro a partir daquele momento. Depois, vejam se uma nova amizade pode florescer.

2. Os advogados se preparam para o pior, já os mediadores, trazem seu melhor

Se você não está em guerra, procurar um advogado por medo certamente iniciará uma. Caso vocês tenham uma relação de trabalho, objetivos semelhantes e também não há grandes problemas iniciais, tentem primeiro um mediador experiente. Isso economizará dinheiro e dará a chance de sair com as melhores partes do relacionamento intactas.

3. Escreva um plano parental para as crianças

Escrever um plano parental para as crianças com os melhores interesses delas, é importante. Imagine-os lendo. Caso tenham idade o suficiente, compartilhe. Mostre a eles que vocês estão trabalhando em equipe, desde o começo, por eles.

4. Confie, mas verifique e anote tudo

Não acredite que qualquer um de vocês dois se lembrará ou cumprirá o que foi acordado, mesmo que as coisas tenham sido melhor maneira possível. Por isso, anote tudo. Nesses casos, um mediador que também é advogado é essencial, principalmente com questões financeiras e de paternidade. Quanto mais detalhes estiverem anotados, melhor.

5. Concorde em como discordar

O fracasso é inevitável. Mesmo que você ache que não, as coisas vão balançar. Campos minados explodirão em áreas que você nem imaginava que era possível. Sendo assim, tenha um plano para todas as situações que possam surgir, como por exemplo, se alguém conseguir um emprego melhor e o dinheiro mudar.

6. Tempo limite: Descreva as consequências claras

Concorde sobre o que acontece se a pessoa não cumprir o acordo estabelecido. Como por exemplo, com a paternidade. Você precisa saber o que acontece com aquele que quebra as regras. Saiba o que acontece com o infrator e o que o ex pode fazer a respeito.

7. Resista aos padrões passados

Um detalhe do divórcio que pode causar alívio, é que você não é mais responsável pelas inseguranças de seu parceiro ou relacionamento conturbado com a família, por exemplo, e vice-versa. Vocês dois estão livres, então ajam livremente. Resista à tentação de procurar ou oferecer velhos padrões de apoio.

8. Deixe o relacionamento se transformar

Se houver alguma chance do relacionamento se reinventar de uma forma saudável e vocês se tornarem amigos, primeiro, é melhor deixar tudo ir. Não se sinta traído se a outra pessoa resolver permanecer em silencio por um tempo. Ela pode estar tentando construir novos limites com segurança para o novo relacionamento de vocês. Pode parecer ruim durante um período, mas é uma maneira saudável de avançar.

9. Se reúnam como uma (nova) família

Se possível, reservem um tempo para ficarem juntos em família. Deixe claro para as crianças que vocês ainda se importam um com o outro. É provável que eles queiram vocês juntos novamente e mostrá-los que ainda tem dois pais que os amam e se valorizam, é importante.

10. Sem novas pessoas

As dicas citados acima só funcionarão se não houver a presença de terceiros, pois caso tenha, alguém estará traído e enfurecido. No entanto, se esta pessoa surgir em cena logo no início, é importante não a envolver no processo do divórcio e com os filhos. Ainda que eles sejam adolescentes, pode ser muito recente e confuso. Foque apenas na família de origem.

· · ·

Leia também:

https://www.novamulher.com/estilo-de-vida/2022/08/16/7-maneiras-de-tornar-as-coisas-ainda-piores-apos-uma-traicao/

https://www.novamulher.com/estilo-de-vida/2022/08/11/7-coisas-para-fazer-antes-de-se-divorciar/

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM