Saúde e Bem-estar

Deficiência de magnésio: entenda como ela pode afetar sua saúde

A deficiência de magnésio tem sido associada a uma série de problemas

O magnésio é um mineral encontrado na natureza, mas também é um dos eletrólitos do corpo. Cerca de 99% do magnésio do organismo é armazenado nos ossos, músculos e tecidos moles, enquanto apenas cerca de 1% está concentrado no sangue. No corpo, é o quarto mineral mais abundante, o que significa que ele é importante para a saúde e desempenha um papel na função nervosa e muscular, no controle da glicose no sangue, na regulação da pressão arterial e muito mais.

O magnésio está envolvido em mais de 300 reações no corpo e é necessário para muitas funções corporais importantes. Os benefícios do magnésio incluem suporte:

  • contrações musculares
  • metabolismo da insulina
  • regulação da pressão arterial
  • reprodução
  • síntese de DNA e proteica
  • transmissão nervosa

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:Café: cientistas dizem que tomar a bebida com moderação pode diminuir risco de morte

· · ·

Os sintomas da deficiência do magnésio

A deficiência de magnésio tem sido associada a uma série de condições de saúde, como doenças cardíacas, enxaquecas, resistência à insulina, diabetes tipo 2, Alzheimer e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Os sintomas ligados à baixa ingestão deste eletrólito incluem:

  • cáries
  • danos nos rins e fígado
  • deficiências nutricionais, incluindo de cálcio e potássio
  • distúrbios comportamentais e alterações de humor
  • eclampsia e pré-eclampsia
  • enxaqueca
  • fraqueza muscular e cãibras
  • glaucoma
  • hipertensão
  • impotência
  • infecções bacterianas ou fúngicas recorrentes
  • insônia e problemas para dormir
  • ossos fracos e potencialmente osteoporose
  • piora dos sintomas da TPM
  • síndrome da perna inquieta

Infelizmente, é possível ter deficiência de magnésio mesmo com uma dieta saudável. Portanto, é importante garantir que você coma muitos alimentos ricos em magnésio.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM