Sexualidade

Estas 4 dicas vão te ajudar a reativar sua vida sexual pós-pandemia

Vamos te ajudar a “voltar para o jogo”

Passado o período mais crítico da pandemia e os meses de isolamento, as pessoas estão, mais do que nunca, em busca de novas conexões ou (por que não?) aventuras sexuais. O avanço da vacinação e a diminuição nos números de casos, estão fazendo esse cenário se tornar cada vez mais uma realidade.

A psicóloga e fundadora do Instituto de Terapia Comportamental de Arlington/DC, Jelena Kecmanovic, escreveu para o site do jornal The Washington Post (em inglês), no início da pandemia, muitos de seus pacientes relataram estar praticando menos sexo que o habitual. Assunto que superou todas as outras preocupações existenciais e problemas emocionais.

Segundo a psicóloga, pesquisas indicam que o sexo sofreu uma queda nos últimos dois anos. Uma revisão de 22 estudos em 2022, incluindo 2.454 mulheres e 3.765 homens, encontrou uma diminuição na atividade sexual e taxas mais altas de disfunção sexual durante a pandemia.

Leia mais: De olho naquele crush? Veja 7 dicas infalíveis para seduzir apenas com linguagem corporal

Outras pesquisas sugerem também que os indivíduos em relacionamentos também relutam em se envolver em auto-revelação sexual. Mas ela garante que a única maneira de melhorar o “cenários sexual” é falando sobre sexo.

E é isso o que vamos fazer aqui, com quatro dicas para você reativar sua vida sexual no pós-pandemia, de acordo com os conselhos da Dra. Jelena.

Decidam juntos que o sexo é importante

Se um casal quer reacender sua vida sexual, essa precisa ser uma decisão mútua, seguida de ação. “Como você prioriza o sexo? Primeiro, avalie se o nível de confiança e boa vontade de seu relacionamento em relação ao outro fornece uma base segura para reacender o sexo”, explica a psicóloga.

Abra espaço para o sexo em sua vida, trabalhando juntos para identificar e superar barreiras. Alguns casais podem descobrir que ajudar um ao outro a diminuir o estresse ou reduzir a fadiga – talvez com uma realocação ou redefinição de responsabilidades – é o que é necessário. Outros podem achar que reviver sua intimidade emocional é um pré-requisito para ser fisicamente íntimo.

Leia mais: O que é um orgasmo cervical e como fazer para ter um?

Fale sobre sexo

Há um paradoxo em nossa sociedade: o sexo aparentemente está em todos os lugares, o tempo todo – em programas, vídeos, podcasts, revistas e anúncios, entre outros lugares – mas os casais em casa evitam conversas sobre isso. “Muitos de meus pacientes expressam grande ansiedade com a ideia de trazer à tona qualquer coisa relacionada ao sexo ao conversar com seus parceiros, especialmente se eles anteciparem qualquer desacordo. Espelhando minhas observações, um estudo de 2017 descobriu que os casais se sentem muito mais ansiosos antes de conversas conflitantes relacionadas ao sexo em comparação com outros assuntos”, conta Jelena.

Ignore o mito da espontaneidade

Outro mito cultural que prejudica nossa vida sexual é a ideia de que – se você ama seu parceiro(a) – o desejo deve aparecer do nada, levando ao sexo quente e espontâneo. Acontece que apenas cerca de 15% das mulheres experimentam o chamado desejo espontâneo (a porcentagem é maior nos homens), e o restante tem desejo que responde ao contexto, como materiais eróticos, um sussurro sexy ou cheiros sensuais. Imaginar essas coisas também pode aumentar o desejo. Portanto, não há nada de errado em planejar o sexo.

Leia mais: Identidades sexuais mudaram durante a pandemia de covid, revela estudo

Aumente a novidade e o jogo (não apenas no quarto)

A imaginação também é crucial quando se trata de brainstorming e envolvimento em atividades com um parceiro de uma maneira que amplie seu senso de si mesmo e sua perspectiva do mundo. Atividades novas, surpreendentes e desafiadoras demonstraram aumentar o desejo e a satisfação sexual. Então, seja criativo e participe de uma aula de culinária mediterrânea juntos, aprenda a dançar salsa ou aja como turistas em sua própria cidade.

Depois de dois anos em roupas esfarrapadas, com interações limitadas com o mundo exterior, até mesmo se vestir e sair para um bom jantar (talvez em um novo restaurante com uma culinária que você nunca provou antes) parecerá uma aventura emocionante. Melhor ainda se você fizer uma surpresa.

Se você deseja um aumento adicional na libido, tente atividades que aumentem a frequência cardíaca de seu parceiro. Caminhadas, ciclismo, corrida ou montanhas-russas podem fazer o truque.

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM