Comportamento e Relacionamento

Manter uma amizade com o ex pode indicar que você é narcisista ou psicopata, segundo estudo

Não deixar a outra pessoa partir pode não ser ‘maturidade’, mas sim um sinal de egoísmo

Ben Affleck e Jennifer Lopez

Depois de terminar um relacionamento, muitas pessoas preferem ser “diplomáticas” e manter o contato com o ex-parceiro.

Mas, de acordo com estudo da Universidade Oakland, nos Estados Unidos, pode haver narcisismo ou psicopatia por trás dessa decisão.

Os responsáveis pela descoberta, os médicos Lisa Welling e Justin Mogilski, explicaram tim-tim por tim-tim ao portal especializado em comportamento Psychology Today (em inglês).

Eles pediram a 860 pessoas que listassem as suas razões para continuar conversando com o ex e, em seguida, submeteram essas cobaias a avaliações psicológicas.

Lisa e Mogilski descobriram que a maioria das pessoas decide “ser amigo por motivos estratégicos e prefere relacionamentos de curto prazo”.

Em outras palavras: elas fazem isso porque podem obter alguma vantagem com o contato.

⋅ ⋅ ⋅

Leia mais sobre relacionamentos

Jovem finge casamento dos sonhos para chamar a atenção do ex; será que valeu a pena?

3 atitudes que você não deve aceitar de seus amigos, mesmo que vocês sejam muito próximos

3 atitudes tóxicas que você não deve aceitar em seu relacionamento

3 sinais de uma relação tóxica que podem ser vistos em ‘50 Tons de Cinza’

Ops! 3 sinais de que seu namorado ainda está apaixonado pela ex

⋅ ⋅ ⋅

Nos homens, a possibilidade de fazer sexo no futuro foi a principal motivação, enquanto nas mulheres predominou o laço emocional que permanecia forte.

Ao aplicar os testes, os pesquisadores identificaram que quem prefere se amigo do ex costuma apresentar traços de personalidade considerados negativos, como ser manipulador e dependente.

Porém, vale a pena lembrar que cada caso é particular e que o contexto pode determinar a necessidade ou não desse tipo de conexão.

Por exemplo: quem compartilha a guarda de filhos deve manter uma comunicação saudável para o bem das crianças e da sua própria saúde mental. ◼

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM