Sexualidade

Relacionamento aberto: veja 3 ensinamentos de Fernanda Nobre sobre o assunto

Atriz fala abertamente sobre seu relacionamento aberto com o marido, o diretor José Roberto Jardim

Relacionamentos não monogâmicos estão entre os assunto mais comentados dos últimos tempos. A ideia de relacionamentos abertos, tem se difundido e chamado a atenção de muitas pessoas de diferentes faixas etárias e orientações sexuais. Uma personalidade que tem ajudado a difundir informações sobre o modelo de relação, é a atriz Fernanda Nobre, fala abertamente sobre seu relacionamento aberto com o marido, o diretor José Roberto Jardim.

Pensando em desmistificar o assunto, separemos 3 ensinamentos da atriz que está no ar na novela ‘Um Lugar ao Sol’, da TV Globo, para te ajudar a entender melhor a não monogamia.

1. Existem muitas maneiras de amar e de se relacionar

Em entrevista ao site Universa, do UOL, Fernanda Nobre explica que vemos a monogamia como única opção, porque foi a única que nos foi apresentada. “A gente aprende que só existe uma maneira correta de se relacionar: o casamento heterossexual, monogâmico e para vida toda. Fomos ensinadas que a monogamia é o “normal”. Ela nos é imposta, a gente não escolhe e não reflete sobre ela, não questiona. Aceitamos e pronto”.

A sociedade machista e patriarcal que vivemos, sempre fez com que nós mulheres romantizássemos a união do casamento e da monogamia, enquanto os homens sempre tiveram liberdade para se relacionar dentro e fora dessas uniões, sem sofrer os mesmos julgamentos. Por que não então darmos liberdade, de maneira consciente, para que homens e mulheres possam explorar seus desejos sem culpa e de maneira saudável?

2. Relacionamentos abertos podem trazer mais segurança e autoconfiança para o casal

Segundo Fernanda, todo relacionamento saudável deve partir do princípio da conversa e da honestidade e com o relacionamento aberto não seria diferente. Firmar acordos é a chave para o sucesso e isso ajuda na segurança para com seu parceiro (a). “A gente tem regras para isso dar certo, regras que eu impus para sobreviver a isso. Cara, o que é mais incrível? Eu estou me sentindo muito mais segura, porque tem um lado meu controlado, que eu sei o que tá acontecendo, sei o que tá fazendo parte da vida dele, mas a gente se relacionou durante muitos anos entre Rio e São Paulo. Então, não tem como controlar ninguém. Nesse nosso pacto, eu me sentia muito segura. Porque tudo pode. Se a gente está junto, é porque a gente realmente quer”, afirmou a atriz em entrevista ao programa Conversa com Bial.

3. Relacionamentos abertos podem fortalecer a relação

A igualdade, a segurança, a honestidade, tudo isso pode ajudar a fortalecer a relação. Lógico que esses são pontos-chave para qualquer modelo, seja ele monogâmico ou não, mas para Fernanda Nobre, apostar na relação aberta ajudou a compreender melhor o seu parceiro, e ele a ela, com seus desejos e inseguranças.

“Só posso falar da minha experiência, e ela é de uma transformação muito positiva. Eu tenho um companheiro muito especial, aberto, que me deixa muito segura. Não sei se eu fosse casada com outro homem e se eu não tivesse uma relação com tanta troca e diálogo como a que tenho, isso daria certo. Nossa relação hoje está muito mais forte. Somos muito companheiros, amorosamente e sexualmente falando. Abrir o relacionamento nos fortaleceu de verdade”, contou Fernanda ao site Universa.

Seja qual for o modelo que funciona para você, é importante ter em mente que existem tantas formas de amar quanto existem pessoas no mundo e que apenas o diálogo sincero e igualitário vai te levar a uma relação saudável e prazerosa.

⋅ ⋅ ⋅

Leia também

3 séries para entender melhor sobre a não monogamia

3 séries da Netflix que falam sobre relacionamentos

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM