Filmes e Séries

Abuso de drogas e drama familiar: tudo o que você precisa saber sobre “Onde Está meu Coração”, nova série da Globo indicada ao Emmy

A produção já estava disponível no Globoplay e agora será exibida na grade da Globo; a série trata sobre abuso de drogas e outros problemas familiares

Fábio Assunção e Letícia Colin são pai e filha em “Onde Está meu Coração”, nova série da Globo indicada ao Emmy

Onde Está Meu Coração”, série original do Globoplay, acaba de chegar também na programação aberta da TV Globo. Protagonizada por Letícia Colin e Fábio Assunção, a série mostra a luta da jovem para vencer o seu vício em drogas.

A série de 10 episódios conta com uma trama muito emocional e impactante, mostrando a história de Amanda (Letícia Colin) e sua família. Na trama, a jovem que está no início sua carreira como médica em São Paulo, se vê cada mais envolta no mundo das drogas enquanto lida com as pressões da vida profissional dentro de um pronto socorro de hospital.

“Amanda enfrenta sua própria guerra particular, diante da relação íntima e destrutiva com as drogas, de uma pressão familiar constante e da fragilidade de seu casamento com Miguel”, diz a sinopse oficial de Onde Está Meu Coração. Eventualmente, Amanda se vicia em drogas cada vez mais pesadas, iniciando um espiral de destruição e desespero.

No ano passado, “Onde Está Meu Coração” foi indicada ao Emmy Internacional na categoria Melhor Atriz, com Letícia Colin, que além de atuar também canta o tema de abertura (Mora na Filosofia, de Caetano Veloso) da série.

Em uma entrevista ao Splash do portal UOL, Letícia falou como foi seu processo para interpretar Amanda, precisando conviver em ambientes hospitalares e como é importante entender a mensagem da série, sobre conscientização e tratamentos.

“Fiz uma vivência hospitalar, tanto no Hospital das Clínicas quanto no InCor. Fiquei assistindo algumas cirurgias para pegar um pouco desse espírito que a Amanda teria que ter. Ela trabalhava numa unidade de pronto-socorro de emergência. Quem me ajudou muito foi o Dr. Roberto Calil, que é cardiologista assim como a Amanda. É um médico que abriu as portas tanto do consultório como dos ambientes hospitalares.”

“Entendi sobre o processo de redução de danos, que é realmente a alternativa e o caminho para a recuperação do dependente. É o que funciona no mundo inteiro, nos países que conseguiram erradicar, como a Holanda, há uma política de drogas mais contemporânea, não é aquela coisa de antigamente, que está muito conectada com os valores religiosos ou teológicos,” completou a atriz.

Além de Letícia Colin, “Onde Está Meu Coração” também conta com Fábio Assunção, Mariana Lima, Daniel Oliveira, Michel Melamed, Camila Márdila e Bárbara Colen. Criada e escrita por George Moura e Sergio Goldenberg, com direção artística de Luisa Lima, os episódios vão ao ar às terças-feiras, logo após ‘BBB 23′.

· · ·

+ FILMES E SÉRIES:

Globo deve investir em mais um remake e alguns nomes já começam a ser cotados para o elenco

Boate Kiss: veja o que é real e o que é ficção na série da Netflix sobre o incêndio em Santa Maria

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM