Famosos

Angélica revela que teve menopausa precoce e diz que após o fim da fase reprodutiva “a vida continua e evolui”

A apresentadora Angélica revelou que apresentou os primeiros sinais de menopausa aos 43 anos

Angélica acaba de lançar um talk show astrológico, na HBO Max, e está melhor do que nunca. Em entrevista à revista Claudia, a apresentadora abriu seu coração sobre maturidade e revelou que teve menopausa precoce, aos 43 anos.

“Chegou precocemente. Aos 43 anos, comecei a ter sinais, assim como a minha mãe e como a minha irmã. Alguns sintomas apareceram, mas fui levando, por falta de informação e por não querer tomar remédios. Demorei a entender a menopausa precoce e me cuidar, iniciar o tratamento de reposição hormonal – essa lentidão eu considero um erro. A notícia da menopausa em si não foi ruim, aos 45 anos, mas os sintomas, como o calor, insônia e alteração de humor, foram. Estava mal informada. Só com informação vamos combater o estigma sobre essa fase natural do corpo da mulher. Depois de um tempo sofrendo com os sintomas, fui ao médico”, revelou.

Angélica ainda comentou que isso não foi um tabu em sua vida. “Não podemos colocar a mulher apenas como uma figura reprodutiva, que precisa estar linda, impecável, não pode mais falar idade e deve se comportar de certa maneira. Após a menopausa, a vida continua e evolui”.

Ela ainda comentou que a ideia de enxergar o envelhecimento como algo ruim é uma visão que está ficando cada vez mais para trás. “Nós tivemos muitos avanços. Em primeiro lugar, é um orgulho estar vivendo e trabalhando tanto com saúde. A pandemia me trouxe grandes reflexões sobre o tempo. Não importa um cabelo branco aqui ou uma ruga ali. São coisas naturais da vida de uma mulher. Eu não troco os meus 48 anos pelos meus 28 anos, por exemplo. Foi ótimo? Foi”.

LEIA TAMBÉM

Andréia Horta: “meu desejo é que as mulheres possam passear pelo campo da não-maternidade”

Gloria Maria revela quem é a pessoa que sonha em entrevistar

Gloria Maria: “ninguém me educou para casar e ter marido”

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de jornalistas e redatores.

Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM