Notícias

Enfermeira esguicha cola em rosto de criança por acidente enquanto fazia unhas postiças

A cola fez com que o rosto da criança inchasse

Enfermeira esguicha cola em rosto de criança por acidente enquanto fazia unhas postiças
Enfermeira esguicha cola em rosto de criança por acidente enquanto fazia unhas postiças (Reprodução: The Sun)

Cuidar ou ter crianças por perto requer uma atenção ainda maior para o que estamos fazendo, não podendo exercer simplesmente qualquer função para não prejudicar a criança, mesmo que seja em um acidente, certo?

ANÚNCIO

Leia também:

Mulher se inspira nas Kardashians para nomear os filhos e fica arrependida com a escolha

E foi o que aconteceu com uma enfermeira que tentava consertar suas unhas postiças com cola enquanto segurava uma criança, o que fez com que acidentalmente a cola fosse esguichada no rosto da criança em si. Com isso, o rosto de Jack Culverhouse, de apenas um ano de idade, inchou e seus cílios ficaram colados.

Felizmente, a cola foi removida no hospital e a visão de Jack não foi afetada, mas a mãe não ficou nada feliz com esse acontecimento. Uma investigação foi lançada sobre o incidente que aconteceu no dia 23 de setembro, no berçário First Steps em North Yorks, Reino Unido, e a enfermeira envolvida foi demitida pelo berçário.

A mãe de Jack, Aimee, de 18 anos, planeja processar a enfermeira. Ela, que é estudante, contou sobre como cuidou do filho depois do acidente. “Recebi um telefonema dizendo que Jack estava com cola no olho. Estou com raiva e chateada. Eu coloquei toda a minha confiança neles e então isso acontece. A visão dele não será afetada, mas acho que ele está traumatizado. Ele costumava dormir a noite toda e agora está com medo.”

Um porta-voz do berçário disse: “Agimos imediatamente quando o incidente aconteceu, com a equipe prestando primeiros socorros e seguindo os conselhos dos paramédicos quando ligamos para uma ambulância, levamos a criança ao hospital para tratamento. O membro da equipe envolvido foi imediatamente suspenso do trabalho e, após nossa investigação, foi demitido”.

ANÚNCIO

Até agora não se sabe se realmente o processo irá acontecer ou não, mas felizmente o problema foi resolvido em partes, e agora resta saber como a criança ficará nos próximos dias, para tomarem as medidas necessárias. O que você faria nesse caso?

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

ANÚNCIO

Recomendado:

Tags


Últimas Notícias