logo
Notícias 10/06/2021

Sargento da PM cria grupo na web contra soldada que foi ameaçada de estupro por superior

A soldada da PM que foi ameaçada de estupro, e pediu para deixar o cargo após sofrer perseguições, revelou que um sargento criou um grupo chamado “Todos odeiam Jéssica”

A ex-soldado Jéssica Paulo do Nascimento, de 28 anos, denunciou Cássio Novaes, um tenente-coronel da PM, por ameaça de estupro e morte, e teve que pedir demissão do cargo após sofrer perseguições, agora vem novamente tendo que enfrentar outra situação: um sargento da PM criou um grupo chamado “Todos odeiam Jéssica”.

Jéssica protocolou, segundo informações divulgadas pelo G1, uma petição na Polícia Militar após descobrir o grupo que foi criado pelo sargento que ela respondia antes de pedir seu afastamento.  Ao G1, a ex-soldada contou que o grupo foi criado para disseminar ódio contra ela.

De acordo com a denúncia, no grupo havia policiais que saíram aos poucos e restou apenas o sargento e outra PM. Eles compartilhavam reportagens sobre a denúncia que Jéssica fez contra o tenente-coronel Cássio Novaes.

“Eu senti medo. Mesmo pedindo exoneração por causa dele [tenente-coronel], o homem criou um grupo para me humilhar, cujo título dizia que todos me odeiam. Porém, não é bem assim, porque tem pessoas lá dentro que me respeitam e me consideram, tanto que muitos saíram do grupo indignados, e ainda recebi print de tudo. Espero que a justiça seja feita, e que seja provado que esse homem é outro obcecado e vem me perseguindo”, afirma.

Sidnei Henrique, advogado de defesa da ex-soldado, explica ao G1 que as medidas cabíveis já foram tomadas junto à Corregedoria, a partir da petição, protocolada na noite desta segunda-feira (6).

LEIA TAMBÉM