Horóscopo

Pai solteiro que nasceu sem pernas e sem braços recebe o reconhecimento das filhas: “Meu pai é meu mundo”

Pablo Acuña superou todas as dificuldades para criar as filhas depois que a mãe abandonou a família

Pablo Acuña

O amor pelos filhos é um dos amores mais intensos e frutíferos, dele nascem as maiores referências do que é ser amado que levamos para toda a vida. Esse amor se torna força e coragem para superar todos os tipos de adversidades com a finalidade de ver os filhos bem.

Esse sentimento nos faz acreditar que tudo é possível, por mais difícil que seja. E foi movido por amor que Pablo Acuña lidou com a complicada situação que a vida lhe colocou: com uma filha de 3 anos e outra com apenas 4 meses de vida, se viu sozinho depois que a mãe das meninas saiu de casa.

Além disso, a vida de Pablo nunca foi fácil, afinal ele nasceu com uma má formação que o impede de andar e de segurar objetos. Pablo Acuña nasceu sem pernas e sem braços.

Recomendados

Nenhuma dessas condições impediram que ele se tornasse um ótimo exemplo de pai para as filhas e para todos outros homens no mundo todo. Hoje as filhas tem 31 e 28 anos e são muito gratas ao pai que têm.

“Quando eu tinha quatro meses minha mãe nos abandonou… Meu pai e minha avó se encarregaram de nós”, contou a filha Élida ao jornal paraguaio Crónica.

Pablo Acuña

Hoje Élida tem 28 anos e a irmã mais velha tem 31 e elas garantem nunca ter faltado amor na criação. Por isso elas se sentem prontas para retribuir todo cuidado e assumir a responsabilidade pelo seu pai.

“Meu pai é o meu mundo… é o melhor pai do mundo. Por isso deixei minha vida na Argentina para poder cuidar dele”, disse a filha mais velha

Pablo Acuña

Ainda que muitos possam pensar o contrário, ele vive uma vida feliz e a filha garante que ele dá conselhos cheios de sabedoria.

“Nunca vi meu pai triste… Sempre está alegre e me dá conselhos muito sábios, apesar que nunca foi à escola

No dia a dia, Pablo Acuña, hoje aos 62 anos faz tudo o que precisa em uma carriola de madeira, inclusive dormir. Atualmente ele segue um sonho: comprar a casa própria.

pablo acuña

· · ·

Leia também:

Pai solteiro resolve colocar filho de 2 anos para adoção: “Sinto solidão e vazio na paternidade”

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM