Saúde e Bem-estar

Estas são as 5 principais causas da infecção urinária e talvez você não sabia

Ficar com um absorvente por muito tempo, por exemplo, pode ser uma das causas da infecção de urina

Mulher com dor

A infecção de urina é a infecção que acontece em alguma parte do sistema urinário, como rins, bexiga ou na uretra. Bastante comum em mulheres, ela geralmente vem acompanhada de sintomas muito incômodos, como dor ou ardor ao urinar ou a vontade constante de urinar, por exemplo.

Existem algumas causas muito comuns que podem provocar a infecção de urina e, vale lembrar que, ao menor sinal, a procura por um médico especialista é imprescindível para receber o diagnóstico correto e dar início ao tratamento adequado.

Sendo assim, que tal conhecer algumas razões para o surgimento desta infecção? Confira 5 delas a seguir, extraídas do portal Tua Saúde:

Recomendados

1. Prender o xixi por um longo tempo

A urina auxilia na limpeza das paredes da uretra, eliminando bactérias que podem estar subindo até a bexiga, além também de permitir a liberação do excesso de líquidos e toxinas do corpo. Sendo assim, prender o xixi impossibilita que este processo aconteça, permitindo o desenvolvimento de bactérias.

Além do mais, ao acumular muita urina, a bexiga fica mais dilatada, não conseguindo contrair completamente quando finalmente vai ao banheiro. Um pouco de urina pode ainda ficar dentro da bexiga quando isto ocorre, crescendo o risco de crescimento dos microrganismos e avanço da infecção.

2. Não realizar corretamente a higiene íntima

O intestino é um dos lugares que possui mais bactérias capazes de ocasionar uma infeção de urina. Sendo assim, é muito importante limpar a região intima com um papel higiênico de frente para trás, evitando trazer bactérias da região do bumbum. Mesmo que esta seja uma das maiores causas da infecção de urina nas mulheres, pode também ocorrer com os homens, em especial, durante o banho quando, por exemplo, se lava primeiramente a região dos glúteos antes do pênis.

3. Ingerir pouca água no dia a dia

Beber pouca água durante o dia pode ter o mesmo efeito de quando segura o xixi por bastante tempo, facilitando o desenvolvimento de fundos e bactérias na uretra e bexiga. Isto ocorre, pois, o corpo para de produzir urina o suficiente para ir ao banheiro, permitindo que os microrganismos que seriam eliminados pela urina continuem subindo até a bexiga. Sendo assim, ingerir pelo menos 2 litros de água por dia é importante para manter o sistema urinário saudável.

4. Ficar com o absorvente por muito tempo

Os absorventes internos, bem como os protetores de calcinha, são excelentes formas de manter a higiene durante o período menstrual. Entretanto, quando ficam sujos, permitem o desenvolvimento de bactérias que podem chegar até o sistema urinário, provocado a infecção.

Sendo assim, para evitar que isto aconteça, é importante substituir o absorvente ou o protetor com frequência, de preferência, a cada 4 horas ou quando estão sujos, realizando uma lavagem da região antes de trocar.

5. Ter pedras nos rins

As pessoas com pedras nos rins, manifestam crises de infeção urinária com frequência normalmente. Isto porque, a presença das pedras, podem fazer com que as vias urinárias fiquem mais entupidas, fazendo com que a urina não seja eliminada por completo.

Quando isto ocorre, as bactérias que podem estar aumentando na urina, dentro da bexiga, possuem um tempo maior para se desenvolver e ocasionar uma infecção. Nestes casos, tentar evitar o aparecimento de novas pedras e tentar eliminar as já existentes é essencial.

· · ·

Leia também:

https://www.novamulher.com/estilo-de-vida/2022/12/01/esta-com-dificuldades-para-pegar-no-sono-estes-5-alimentos-te-ajudarao-a-adormecer-mais-rapido/

https://www.novamulher.com/estilo-de-vida/2022/11/30/conheca-5-alimentos-maravilhosos-que-voce-deve-comer-quando-estiver-na-menopausa/

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM