Saúde e Bem-estar

Lily James conta que interpretar Pamela Anderson mexeu com sua saúde mental

Ela abriu o coração em entrevista para o The Mirror

Lily James conta que interpretar Pamela Anderson mexeu com sua saúde mental

Desde a estreia de Pam e Tommy no Star+, muitos de nós podemos entender melhor como foi o intenso e conturbado relacionamento de Pamela Anderson e Tommy Lee, principalmente depois do vazamento de um vídeo pornô dos dois na internet. Com Sebastian Stan e Lily James nos papéis principais, a série foi totalmente aclamada, tanto pela atuação quanto pelo enredo em si, e pode ser indicada ao Emmy em breve.

Leia também:

Chrissy Teigen abre o coração sobre sentir seu bebê mexer na barriga

Muito desse mérito vai para a atuação do casal, que se entregou e entrou nos personagens, trazendo uma série que nos prende, junto com a transformação e a caracterização, que deixaram os dois bem parecidos com os famosos originais. Mas, recentemente Lily James contou que se transformar em Pamela Anderson trouxe um processo bem complicado para a sua saúde mental, o que fez com que ela quase tivesse um colapso.

“Foi um processo tão fodido”, disse James ao The Mirror. “Você só tem que ser paciente consigo mesmo. As horas são tão longas e você se sente realmente esgotado. Seu sistema nervoso é como um tiro na merda. Eu me senti um verdadeiro desastre no final disso.” contou a atriz de 33 anos, dizendo que não havia descanso fora da tela, de tanto que entrou no personagem, o que fez com que ela não conseguisse separar a vida profissional da pessoal.

“Eu andava com uma peruca loira porque senti que precisava segurá-la um pouco”, lembrou James. “A diferença de mim para ela era muito extrema para ir e voltar. Então, eu tive que ficar no meio da terra de ninguém como Lily/Pamela na maioria das vezes. Eu escorregaria totalmente na voz dela. Mesmo quando eu saía para jantar e fazia pedidos com a garçonete ou falava com minha mãe ao telefone, eu seria americano. Acho que perdi muitos empregos - porque continuo falando como Pamela em qualquer audição.”

Lily já havia dito sobre a transformação em Pamela Anderson anteriormente, contando que acordava 3 da manhã todos os dias para uma sessão de maquiagem que durava quatro horas e envolvia uma placa no peito, bronzeamento artificial e a peruca. “Eu nunca fiz nada em que eu pareça muito diferente de mim antes. E eu realmente gostaria de continuar nessa linha, porque senti que havia algo muito libertador e libertador nisso”, continuou ela. “Houve uma bravura que veio disso. Uma coragem que veio de... desaparecer.”

Quando as filmagens chegaram ao fim ela, disse que sentiu falta de algumas coisas. “Foi como ser despojado de todos esses superpoderes! Eu realmente gostei da fisicalidade e da sensualidade, até mesmo nas unhas compridas. Havia tanta personalidade para segurar - foi realmente emocionante.”

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM