Saúde e Bem-estar

Os alimentos a base de planta ajudaram Kim Kardashian a cuidar da psoríase

Saiba como foi sua trajetória

Os alimentos a base de planta ajudaram Kim Kardashian a cuidar da psoríase

Quem acompanha a família Kardashian sabe que elas sempre foram abertas sobre vários assuntos, principalmente Kim quando fala sobre sua psoríase. Afinal, podemos ver desde 2011 quando ela começou a ter os sintomas e foi diagnosticada, e em 2019 a magnata da beleza e da moda contou para seus fãs como foi sua luta no site Poosh, de Kourtney.

Leia também:

Pesquisa mostra que dormir menos pode te deixar egoísta no dia seguinte

Kim ainda contou que quando teve 25 anos, seu primeiro surto de psoríase aconteceu, contando que achou que era um resfriado comum, mas nem sabia o que viria por perto, desencadeando as manchas no estômago e nas pernas. Desde então, a condição aumentou e ela não tentou mais cobrir nada. “Eu tenho aquele remendo na minha perna direita que é o mais visível, tento cobrir isso ainda mais. Às vezes eu sinto que é minha grande falha e todo mundo sabe disso, então por que cobrir? Depois de tantos anos, eu realmente aprendi a viver com isso.”

Nos últimos dias, Kim voltou para o Poosh contar como o uso de plantas, principalmente na alimentação, a ajudou a controlar a condição de pele, principalmente a cuidar das manchas mais vermelhas e crostas que podem aparecer com escamas prateadas. Como é um problema no sistema imunológico, a psoríase faz com que o corpo produza muitas células.

Em um artigo chamado Como uma dieta baseada em plantas me ajudou na psoríase, Kourtney fez uma entrevista com Kim, explicando: “Em 2019, Kim foi sincera conosco sobre sua jornada com duas condições autoimunes: psoríase, que causa manchas vermelhas e com coceira na pele e artrite psoriática, que é semelhante à artrite e pode resultar da psoríase. Como agosto é o Mês da Conscientização da Psoríase, queríamos conversar com ela e ver como as coisas estavam indo. Ela gentilmente respondeu às nossas perguntas, compartilhando que comer à base de plantas é uma coisa que ajuda imensamente.”

Kim ainda revela que começou a se interessar pelo estilo de vida ao assistir vários documentários na quarentena para se tornar mais consciente sobre o seu corpo. “Isso me tornou mais consciente sobre como o que eu coloco no meu corpo me afeta, não apenas a psoríase, mas também meu humor, meus níveis de estresse, minha energia, tudo,” ela diz, acrescentando: “Eu [também] descobri que colocar pomada ou creme nas áreas ruins e depois envolvê-las em Saran Wrap ajuda. Mas, obviamente, isso só pode ser feito em certas áreas.”

Segundo a Nutrition Facts, as dietas à base de plantas ajudam muito a diminuir a inflamação. “Quando comemos muitos alimentos ricos em potássio, nossas glândulas adrenais secretam mais glicocorticóides para manter nossos níveis de potássio sob controle, o que pode ter o efeito colateral de diminuir o nível de inflamação no corpo”.

Só vantagens nesse estilo de vida, não é mesmo?

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM