Saúde e Bem-estar

Estudos recentes mostram que as mulheres vivem menos do que os homens

Não temos um dia de paz, não é mesmo?

Estudos recentes mostram que as mulheres vivem menos do que os homens
Estudos recentes mostram que as mulheres vivem menos do que os homens (Reprodução: Pexels)

Infelizmente, a notícia de hoje é bem triste. A medida que novos dados revelam que as crenças de longa data que achavam que as mulheres viviam mais era uma mentira, podemos ver que se você é homem, acaba tendo dez anos a mais do que as mulheres, não importa o que aconteça, já que certos fatores do estilo de vida e advertências mostram que os homens acabam sendo favorecidos mais uma vez.

ANÚNCIO

Leia também:

Novo vídeo de Selena Gomez nos mostra o quão importante é amar nosso corpo

Um estudo dinamarquês mostrou que alguns homens tem uma chance maior de sobreviver do que as mulheres, principalmente se forem casados ou se tiverem um diploma. Segundo o jornal BJM Open, “desde 1850, a probabilidade de machos sobreviverem a fêmeas, em todos os momentos e em todas as populações, variou entre 25% e 50% - com apenas alguns valores acima de 50%. % em diferentes países em momentos diferentes”.

Então, 1 a 2 entre 4 homens sobreviveram às mulheres nos últimos 200 anos, trazendo um jogo mais nivelado do que o comum. Além disso, as coisas podem mudar de país para país, já que, “entre 2015 e 2019, a probabilidade de homens sobreviverem às mulheres era de 40% em toda a população dos EUA”, com estado civil e educação aumentando as chances de uma vida mais longa.

Outras questões como a probabilidade de se envolver em um acidente de carro fatal, se tornar vítima da guerra ou as taxas de suicídio em si tiveram um impacto na expectativa de vida, que também foram ligados ao gênero da pessoa, indicando também que por conta das melhorias da medicina moderna, a taxa de mortalidade acaba caindo mais rapidamente para as mulheres, quando comparados com os homens.

Os pesquisadores ainda mostram que são necessários mais estudos antes de realmente cravar a máxima de que os homens acabam vivendo mais que as mulheres, mas ainda reforçam que há esforços para reduzir a desigualdade ao longo da vida, então vários fatores, causas e idades podem mudar o rumo das coisas. Fora que, não temos como prever nada do nosso futuro, então é melhor nem se preocupar, né?

ANÚNCIO

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

ANÚNCIO

Tags


Últimas Notícias