Saúde e Bem-estar

Transtorno de estresse pós-pandemia: saiba mais sobre esse fenômeno

Se suas emoções estão rasas, vale a pena ficar de olho

Sabe aquele sentimento de vazio e sem objetivo, que pode vir num espectro emocional entre a tristeza e contentamento, quando você não está nem muito feliz, mas também não está triste, e te faz sentir um pouco perdida? Um artigo do The New York Times foi um dos primeiros a mostrar que esse sentimento era algo comum na pandemia, mas parece que, mesmo com as coisas voltando ao normal ultimamente, muitos de nós ainda se sentimos assim.

Leia também:

A natação é um exercício incrível para melhorar nosso corpo e mente

Nós já estamos vacinados, temos cautela, fazemos testes regularmente e voltamos aos poucos a curtir algumas coisas que fazíamos antes da pandemia começar. Mesmo assim, ainda parece que vemos a vida através de um parabrisa embaçado, já que estamos esgotados psicologicamente e a pandemia nos deixou sem emoção.

Uma pesquisa recente mostrou que a pandemia levou a um aumento de 27,6% dos casos de depressão, e 25,5% no aumento dos casos de ansiedade, fora a epidemia de burnout onde 53% das mulheres relatam que seus níveis de estresse estão mais altos do que há um ano atrás, já que com isso veio também o aumento do custo de vida.

Por isso, esse sentimento pode ser caracterizado por um transtorno de estresse pós-pandemia, como diz o psicoterapeuta Owen O’Kane. “O TEPP está diretamente ligado ao impacto traumático da pandemia e nossa luta para nos ajustar à vida ‘normal’, juntamente com um aumento significativo nas apresentações de saúde mental, principalmente com pessoas mais jovens.”

Não existe um diagnóstico formal, mas as consequências psicológicas dos últimos dois anos estão cada vez mais claras, já que sofremos e vivenciamos vários graus de traumas como perda, isolamento, doença, incapacidade de dizer adeus, fracasso nos negócios e manchetes horríveis diariamente.

Se você tem sintomas do aumento do nível de ansiedade, variação de humor, problemas de sono, pesadelos, evita situações que lembrem a pandemia, sente uma constante vigilância sobre pandemias futuras, tem ansiedade social, está desmotivado ou não tem mais interesse na vida cotidiana, pode ser que você sofra do transtorno de estresse pós-pandemia.

Nesse momento, vale buscar um apoio profissional para não lidar com os sintomas sozinho, se preparando para reajustar a vida normal e optando por um ritmo que seja confortável para você. Além disso, procure exercícios, caminhadas, meditações ou qualquer coisa que te ajude a desligar, permitindo sua recuperação psicológica.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM