Saúde e Bem-estar

Autocompaixão: uma técnica de terapia para pensamentos negativos

Essas técnicas terapêuticas específicas vão te ajudar a praticar a autocompaixão

A autocompaixão fortalece as partes do cérebro que tornam as pessoas mais felizes, mais resilientes e mais sintonizadas com os outros. Ajuda a confortar emoções negativas no presente, curar memórias dolorosas do passado e mudar crenças centrais negativas.

Veja abaixo três componentes da autocompaixão

Auto Bondade vs. Autojulgamento

A autocompaixão implica ser gentil e compreensivo em relação a nós mesmos quando sofremos, somos imperfeitos ou nos sentimos inadequados. Pessoas auto compassivas são gentis consigo mesmas quando confrontadas com todas essas experiências dolorosas, em vez de serem críticas ou antipáticas.

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:O que a serotonina tem a ver com transtornos alimentares?

· · ·

Humanidade Comum vs. Isolamento

A autocompaixão envolve reconhecer que o sofrimento, a dor, a fraqueza e a imperfeição fazem parte da experiência humana compartilhada – algo que todos experimentam e não algo que acontece apenas “comigo”.

Mindfulness vs. Super identificação

Mindfulness é uma prática de autocompaixão que incentiva as pessoas a estarem no momento presente, em vez de ruminarem sobre o passado ou se preocuparem com o futuro. A técnica envolve observar nossos pensamentos em vez de suprimi-los ou identificar-se excessivamente com eles.

Exercícios de Autocompaixão

Abaixo estão dois exercícios que recomendamos pela psicóloga Dra. Kristen Neff ao site Psychology Today (em inglês), para praticar e aprender sobre autocompaixão. Eles são curtos e simples, mas podem ser bastante efetivos no processo de cura.

Eles podem ser aplicados ao momento presente ou a uma memória traumática ou angustiante.

  1. Pausa de autocompaixão guiada (áudio). Este “intervalo geral de autocompaixão de cinco minutos” pode ser usado para praticar os três aspectos da autocompaixão no momento em que você mais precisar.
  2. Perguntas para evocar a autocompaixão. Como você trataria um amigo que está passando por um momento difícil? Como você responderia a eles? Como você normalmente se trataria nessa situação? Como você acha que as coisas podem mudar se você responder a si mesmo da mesma maneira que reage a um amigo próximo em tempos de sofrimento? Por que não se tratar como você trataria um amigo próximo e ver o que acontece?

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM