Saúde e Bem-estar

Chip da beleza: o que você precisa saber sobre a gestrinona

Os implantes hormonais estão cada vez mais em alta

Você já ouviu falar sobre o implante da beleza? Esse dispositivo é um dos mais famosos ultimamente e não é à toa, já que ele promete ajudar mulheres que querem que os efeitos estéticos das celebridades durem por mais tempo, incluindo perda de peso, facilidade para ganhar músculos e aumento da libido.

Leia também:

A síndrome da taquicardia postural viralizou no TikTok

Acontece que o chip da felicidade acabou sendo desmistificado, principalmente a parte de perder gordura com mais facilidade, já que isso acabava trazendo riscos à saúde para quem usava a gestrinona, o ativo utilizado no chip.

Segundo os médicos, a gestrinona já é muito utilizada para cuidar de problemas relacionados à saúde feminina, mas erroneamente foi utilizada para fins estéticos. Inicialmente, a gestrinona era usada para o tratamento de endometriose, mas com o surgimento de novos medicamentos acabou caindo no esquecimento, voltando a tona com a chegada dos implantes absorvíveis.

Desenvolvida no início da década de 1970, a gestrinona é um tipo de progesterona, sendo um hormônio que simula a testosterona, existindo dois tipos, as removíveis e as absorvíveis. A absorvível pode durar de quatro a seis meses, e a removível fica na pele até um ano para depois ser retirada.

Em doses mais altas, ela tem o poder de ajudar até na produção de colágeno, mas isso vem junto com vários efeitos adversos quando utilizada em doses erradas. Isso pode incluir distúrbios menstruais, retenção de líquido, pele oleosa, pelos pelo corpo, alteração de voz, acne, dor de cabeça, problemas gastrointestinais, alteração na libido, diminuir o tamanho do peito, hipertrofia do clítoris e até alteração do apetite, podendo chegar na trombose e nos riscos cardiovasculares.

Para usar a substância é necessária muita cautela e um acompanhamento especializado, já que não existem estudos que mostram o uso a médio e longo prazo para fins estéticos.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM