Estilo de Vida

Estas dicas vão fazer suas frutas e verduras durarem mais

Saiba a maneira correta para armazenar frutas e verduras e evitar o desperdício

Todo mundo concorda que desperdiçar alimento não é legal, né? Mas é difícil fazer compras e conseguir consumir tudo sem ter que jogar nada fora. Afinal, muitas vezes a quantidade do produto e o tempo de conservação acabam não ajudando e o resultado é alimentos indo para o lixo.

As frutas e verduras, em especial, estão no grupo dos alimentos que mais sofrem com a ação do tempo e acabam se perdendo mais rápido. Por isso, separamos algumas dicas que podem fazer esses alimentos durarem mais na sua geladeira ou fruteira.

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:Creme de leite caseiro com apenas 3 ingredientes

· · ·

Frutas

Para uma boa conservação das frutas, o passo é separar aquelas que emitem uma substância chamada etileno. Esse é um gás responsável pelo amadurecimento da fruta.

No primeiro grupo entram frutas como: abacate, ameixa, banana, caqui, damasco, fruta-do-conde, kiwi, manga, maçã, mamão, maracujá, nectarina, pera, pêssego, pinha e tomate.

Elas devem ser armazenadas em ambientes ventilados e frescos e podem ir à geladeira, desde que fechados em potes ou sacos do tipo ziplock. Tanto o calor como o oxigênio aumentam a taxa de respiração das frutas, fazendo com que elas amadureçam e entrem na senescência (morte do tecido, ou seja, deterioração) mais rapidamente.

Já o grupo que solta pouco etileno é composto por abacaxi, caju, limão, carambola, cereja, coco, figo, goiaba, laranja, lichia, limão, melancia, morango, nêspera, romã, tangerina, uva --os melões orange (da família dos inodoros) também entram nessa lista.

Essas frutas também devem ir à geladeira, mas sempre na parte mais baixa e em sacos plásticos higienizados. Se a ideia for congelar essas frutas, tire a casca, corte em pedaços menores, divida em porções e coloque em sacos plásticos e leve ao congelador.

Para quem costuma consumir apenas uma parte do alimento, a dica também é armazená-lo dentro de um plástico ziplock a vácuo ou também envolver a fruta com plástico filme, assim haverá menos contato com o ar, conservando-a por mais tempo.

Verduras e legumes

A maneira mais simples e adequada para conservar legumes e verduras é a utilização do branqueamento.

Veja o passo a passo:

1. Limpe os alimentos removendo as partes danificadas, as cascas e as sementes, lave e corte em pedaços.

2. Coloque por alguns minutos em água fervente.

3. Depois, retire com o auxílio de uma escumadeira e coloque-os em um recipiente com água e gelo (já gelada) pra resfria-los imediatamente e cessar o cozimento.

4. Seque os alimentos, ponha em embalagens limpas e secas, retire o ar e armazene-os em freezer ou geladeira.

O tempo em que você deve deixar cada alimento branqueando é:

Berinjela, repolho, pimentão, chicória, espinafre, chuchu - 2 minutos

Beterraba - 3 a 5 minutos

Brócolis, milho verde sem espiga e mandioca - 3 a 4 minutos

Cenoura - 2 a 5 minutos

Couve-flor, vagem, abóbora - 3 minutos

Batata e ervilha - 2 a 4 minutos

Milho verde com espiga - 8 minutos

Nabo - 5 minutos

Couve, repolho - 1 minuto

Este processo garante a qualidade desses alimentos por mais tempo, pois inativa algumas enzimas que participam dos processos de maturação e degeneração de hortaliças e frutas, além de reduzir a carga microbiana e permitir que as verduras e legumes sejam congelados. Por outro lado, não é indicado congelar verduras consumidas cruas, como alface, rúcula e agrião. Aquelas que são ingeridas cozidas, como espinafre e couve-de-bruxelas, podem ser congeladas sem problema. No freezer, legumes e verduras branqueados podem durar de 6 a 8 meses. Na geladeira, podem durar de 7 a 10 dias, dependendo do alimento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM