Saúde e Bem-estar

Ibuprofeno ou paracetamol: qual é o melhor remédio para controlar a febre em crianças?

Ibuprofeno e paracetamol são populares contra a febre; qual deles é melhor para seu filho?

Termômetro e pílulas médicas

Um novo estudo (em inglês), publicado neste mês pela Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, comparou os efeitos dos remédios para controlar a febre em crianças. Com a ajuda de cientistas, finalmente é possível escolher a melhor opção: ibuprofeno ou paracetamol?

A febre acontece quando uma parte do cérebro chamada hipotálamo (o “termostato interno” do corpo) aumenta a temperatura do organismo acima do seu nível normal. “O hipotálamo sabe a que temperatura seu corpo deve estar geralmente em torno de 37 graus Celsius e enviará mensagens ao seu corpo para mantê-lo assim”, explica (em inglês) o portal Nemours KidsHealth.

A mesma fonte lembra que a febre não é uma doença, mas sim um sintoma de outro problema. O aumento da temperatura corporal dos pequenos pode ser desencadeado por fatores como infecções, excesso de roupa e efeitos colaterais de imunizações.

· · ·

Se você está curtindo este texto, é provável que também se interesse por:Estes são os 16 alimentos mais ricos em potássio, segundo cientistas de Harvard

· · ·

Ibuprofeno ou paracetamol?

De volta à pesquisa (em inglês) “Comparação entre ibuprofeno e acetaminofeno no tratamento da febre infecciosa em crianças: uma meta-análise”. Os cientistas realizaram 10 estudos com 1.773 pacientes, e os resultados mostraram que o paracetamol teve uma temperatura mais alta do que o ibuprofeno após 1 hora

Em resumo, a investigação sugere que o ibuprofeno é mais eficaz do que o paracetamol para tratar a febre de crianças. Porém, é de extrema importância consultar um médico antes de administrar a medição, pois o mesmo ibuprofeno não pode ser dado a pequeninos com menos de 6 meses.

· · ·

Aviso

Este texto não fornece soluções para problemas médicos e/ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de iniciar qualquer tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Siga a NOVA MULHER nas redes sociais para ter acesso a conteúdos exclusivos: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Aproveite e compartilhe os nossos textos. O seu apoio ajuda a manter este site totalmente gratuito.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM