Saúde e Bem-estar

Saúde mental: 8 alimentos que ajudam na produção de serotonina

Comidas podem ser grandes aliadas para o controle da ansiedade e na melhora do humor

A natureza pode ser uma grande aliada quando o assunto é a nossa saúde e bem-estar. Alguns alimentos, em suas formas naturais, por exemplo, possuem uma grande quantidade de magnésio e complexo B, encontrado em vegetais de cor verde escura e que são ótimos elementos para a nossa saúde mental.

Nossos hábitos são tão importantes para a nossa saúde como um todo, que às vezes nem nos damos conta de quem uma determinada comida pode estar nos deixando mais mal-humorados, indispostos e ansiosos, caso do açúcar e gordura em excessos.

Leia mais: 12 alimentos que podem te ajudar no combate à depressão

Mas vamos falar sobre aqueles ingredientes que induzem a produção de triptofano, aminoácido precursor da serotonina, conhecida como “hormônio da felicidade” e que contribuem com a melhora da mente. Uma mente saudável e equilibrada pode refletir positivamente em diversos aspectos da nossa vida.

1. Aveia

Fonte de magnésio, o alimento estimula o equilíbrio eletrolítico e a saúde do sistema nervoso central.

2. Banana madura

A fruta ajuda no controle da pressão arterial e promove a disposição física e mental.

3. Brócolis

O legume fortalece a imunidade, previne doenças cardíacas e tem propriedades antioxidantes.

4. Chocolate amargo

O alimento contém magnésio e atua como relaxante muscular. Mas atenção: chocolate branco ou a versão ao leite não valem como substitutos.

5. Couve

A folha ajuda a desintoxicar organismo, regular o intestino e a saúde dos ossos.

6. Espinafre

O vegetal é rico em ácidos graxos essenciais, que atuam na formação das células e nos processos metabólicos.

7. Escarola

Cheio de fibras, o ingrediente melhora a absorção de nutrientes e possui ação anti-inflamatória.

8. Feijão

O grão é fonte de selênio, que contribui com a redução do estresse, e vitaminas do complexo B.

⋅ ⋅ ⋅

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM