Estilo de Vida

Como acertar a proporção dos móveis na sala

Esse momento é importante para que o espaço não fique apertado demais

A sala de estar é um dos ambientes mais sociais da casa, não é mesmo? E por isso, merece uma decoração e um carinho especial na hora de trazer aconchego e conforto tanto para nós quanto para quem nos visita.

Leia também:

Móveis curvos em alta: saiba mais sobre a tendência

Antes de decorar a sala, precisamos pensar na disposição dos móveis e em quais móveis vamos comprar, para que tudo fique proporcional e visualmente nos entregue um bem-estar, pois assim não nos sentiremos mal em um ambiente sem nem saber o porquê.

É preciso considerar, além de uma paleta de cores que harmonize o ambiente (vale utilizar o círculo cromático para encontrar a melhor combinação), trazer modelos certos de cortinas que entreguem luz natural mas não atrapalham a TV, além de tapetes que além de bonitos são funcionais.

Além disso, vale pensar em alinhar as molduras da sua casa, principalmente as que acompanham o chão, chamadas de boiseries. Quanto maior o pé direito, mais elegantes fica a decoração.

A distância do sofá para a televisão, que não pode ficar de frente para uma janela pois pode danificar o aparelho, precisa ser proporcional ao tamanho da TV, para que ou não fique muito longe e as pessoas não consigam ler, ou não fique muito perto e cause sufocamento. Se a TV tiver até 24 polegadas, vale considerar um metro de distância. Se a TV tem até 42 polegadas, de 1,6 e 3,2 metros.

As poltronas e pufes podem servir como um sofá de canto, principalmente em salas pequenas, e os tapetes devem ficar na mesma linha do sofá. Lembre-se de que um tapete que cobre todo o espaço dá a sensação de amplitude, viu? Além disso, priorize móveis pequenos e funcionais, para dar mais espaço de circulação no ambiente.

⋅ ⋅ ⋅

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM