Comportamento e Relacionamento

Quem falou em solidão? 4 segredos para aceitar e amar sua solteirice

Estar sozinh@ pode ser muito melhor do que você imagina

Ser solteir@ não é algo ruim nem chato, como muita gente costuma pensar. Como tudo na vida, tem seu lado bom — mas isso depende da perspectiva. O portal Nueva Mujer explica: em vez de ficar lamentando pela metade da laranja que nunca chega, é melhor aproveitar esse belo momento consigo mesm@.

Confira algumas dicas da mesma fonte para curtir e amar a solteirice:

Tire um tempo para você

Uma das melhores coisas de ser solteir@ é que você pode dedicar um tempo a você mesm@ para se conhecer melhor, ouvir suas necessidades e fazer o que você tanto deseja.

Conheça novas pessoas

A solteirice é o melhor momento para conhecer pessoas e aproveitar sua vida mais do que nunca. Isso vale tanto para dates quanto para fazer nov@s amig@s (com ou sem benefícios). Esses momentos podem ser emocionantes e, mesmo que deem errado, devem ser encarados como lições e experiências para a vida.

⋅ ⋅ ⋅

Leia mais textos da NOVA MULHER

4 sinais de que seu parceiro está com você por pura comodidade

Esta é a frequência real com que você deve aspirar sua casa

Estudo sugere que pessoas obcecadas com celebridades seriam ‘menos inteligentes’

Quantas vezes é seguro reutilizar uma máscara N95 ou KN95

⋅ ⋅ ⋅

Curta @s amig@s ao máximo

Ser solteir@ também é o estado civil ideal para fazer o que quiser, sem precisar se explicar. Além disso, você pode aproveitar tanta liberdade para reforçar suas amizades e viver momentos únicos e inesquecíveis. Que tal planejar uma viagem com @ BFF?

Mantenha seu foco no sucesso

Psiu! Deixe de pensar tanto em encontrar um amor e se esquecer do restante da sua vida. Não deixe de lado seus objetivos. Ao estar sem um@ parceir@, você pode se concentrar em cada objetivo que você tanto sonha em alcançar. ◼

⋅ ⋅ ⋅

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM