Filmes e Séries

Aqui está tudo o que sabemos sobre a sequência de ‘Dirty Dancing’

Clássico dos anos 1980 irá ganhar continuação 35 anos depois de seu lançamento

Este ano ‘Dirty Dancing’ completa 35 anos. Quando foi lançado, quase ninguém apostava que esse romance poderia fazer sucesso. No entanto, acabou sendo um filme à frente do seu tempo que, além de contar uma história de amor de verão, manteve-se ao longo dos anos como um filme revolucionário, para além das danças e canções.

Em 2020, a Lionsgate anunciou que outra história de ‘Dirty Dancing’ estava em andamento. A notícia chegou tarde, dada a onda em que vivemos de remakes ou sequências de filmes de sucesso dos anos 80 e 90. Apesar de o filme de 1987 ter ganhado várias versões e remakes:

Em forma de série, a uma prequela ‘Dirty Dancing: Havana Nights’, com Diego Luna como protagonista, e até uma versão para a televisão em 2017 com Abigail Breslin e Colt Prattes nos papéis principais. Agora, mais de três décadas depois, o público retornará ao resort de Catskills, onde vimos a história entre Frances “Baby” Houseman (Jennifer Gray) e Johnny Castle (Patrick Swayze).

Segundo o produtor, ‘Dirty Dancing’ é o título de filme mais vendido do arsenal do estúdio. Emile Ardolino dirigiu o original, no qual uma garota de boa família sai de férias para o resort Kellerman, em Catskills, em Nova York, e se apaixona por seu instrutor de dança.

Além de arrecadar 214 milhões de dólares nas bilheterias e ganhar um Oscar de melhor canção original, ‘(I’ve Had) The Time of My Life’, o filme é referência dentro do cultura atual, além de seu número musical final ser um dos mais simulados, repetidos e reinterpretados da história do cinema.

“‘Dirty Dancing’ é mais do que um filme: é um marco cultural que continua a ser um rito de passagem”, diz Erin Westerman, presidente de produção da Lionsgate. “À medida que nos aproximávamos do próximo capítulo, sabíamos que tínhamos que honrar a profundidade, a relevância e o calor do original. Tivemos a sorte de ter Jennifer como nossa guia e estamos entusiasmados por ter Jonathan ao seu lado no comando, porque tudo o que ele faz é texturizado e romântico, sempre nos dá arrepios.”

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:Estes são os melhores filmes sobre o amor de 2022 até agora

· · ·

Direção

Jonathan Levine, o cineasta por trás da comédia ‘Casal Improvável’, traz seus talentos para Catskills. O cineasta de 45 anos foi contratado pela Lionsgate para dirigir esta sequência.

“Embora o ‘Dirty Dancing’ original sempre tenha sido um dos meus filmes favoritos, nunca imaginei que dirigiria a sequência”, disse Levine em comunicado. “Ao co escrevê-lo, me apaixonei pelos personagens (novos e antigos), pelo mundo dos anos 90 de Catskills em New York e pela música, que varia de canções do filme original ao hip-hop dos anos 90. Mal posso esperar para colaborar com Jennifer para trazer essa linda história de verão, romance e dança para uma nova geração de fãs. E para os fãs de longa data, prometo que não vamos estragar sua infância. Abordaremos a tarefa com sofisticação, ambição e, acima de tudo, amor.”

Os créditos de Levine também incluem “Runaway” com Amy Schumer e Goldie Hawn, “The Three Bad Kings”, “Memoirs of a Teenage Zombie” e a minissérie de 2021 com Nicole Kidman “Nine Perfect Strangers”. Além de diretor, Levine já estava ligado ao projeto como produtor. Ele também co escreveu o roteiro com a atriz Elizabeth Chomko.

Data de lançamento

Esta segunda parte, atualmente intitulada ‘Dirty Dancing’, deverá entrar em produção ainda este ano e ser lançada em 2024. Além disso, este mês, na 75ª edição de Cannes, estão previstas vendas internacionais.

Elenco

Jennifer Grey retorna como Baby, 35 anos depois de interpretá-la. Além de retornar ao seu papel como Baby, a atriz também será a produtora executiva da sequência.

Seu parceiro naquele grande sucesso que a lançou à fama, Patrick Swayze, faleceu em 2009 após uma longa luta contra o câncer. No entanto, de acordo com a mídia, os produtores estão conversando com os herdeiros de Swayze para incorporar a presença do ator de alguma forma.

Nenhum membro do elenco adicional é conhecido até o momento.

Sinopse

Por enquanto, sabe-se pouco sobre a trama, embora ninguém se surpreenda que a música esteja muito presente no filme. Na primeira parte o ano era 1963, então se mais de três décadas se passaram, a história nos levará aos anos 90. Na verdade, já foi insinuado que a sequência incluirá música do filme original, além de músicas mais “descoladas” da época.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM