Moda

Imperfeições aceitáveis: o caso da eBay vendendo peças de moda com pequenos defeitos

O lançamento aconteceu na última semana

Na última sexta-feira, dia 22 de abril, bem na celebração do Dia da Terra, a plataforma de vendas eBay lançou um marketplace para vender roupas e acessórios de moda que vem com pequenos defeitos. Chamada eBay Imperfects, é uma iniciativa para diminuir os itens descartados por defeitos que às vezes são imperceptíveis, como a falta de um botão que pode te dar 60% de desconto.

Leia também:

Truques de moda de Marina Ruy Barbosa para o outono

Isso partiu de uma pesquisa que mostrava a preocupação dos consumidores com a sustentabilidade, muito em alta principalmente entre a geração Z. Então, os funcionários do Reino Unido tiveram a ideia de diminuir a quantidade de lixo enviado para os aterros sanitários, e também ser uma estratégia para gerar mais receita e expansão.

Ao todo serão 100 marcas que fazem parte do projeto, incluindo Puma, Fila, Timberland e até marcas de luxo como Off White e Saint Laurent. Os itens podem trazer defeitos como um pequeno arranhão, uma marca, um fio solto ou uma falta de botão, e isso é considerado um defeito muito por conta do controle de qualidade rigoroso das marcas, que não colocam peças assim à venda.

Jemma Tadd, chefe de moda do eBay, conta que essa é uma iniciativa sustentável da empresa. “Estamos fornecendo uma plataforma para que os itens levemente danificados tenham uma segunda chance e sejam vendidos, apesar de suas imperfeições”.

Vale lembrar que as imperfeições estarão listadas e descritas, e ainda virão fotografadas exatamente com as condições das peças, para que o consumidor fique ciente do que a Imperfects traz. Além disso, a iniciativa conta com frete grátis e 30 dias de devolução, com garantia de restituição integral do valor.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM