Notícias

Filha falta na aula por conta de sua deficiência e é banida da dança da escola

A mãe ficou furiosa com o caso

Filha falta na aula por conta de sua deficiência e é banida da dança da escola

Quem já passou pela escola sabe como os eventos são importantes, ainda mais para socializar e poder se sentir parte daquele ambiente. Mas, uma mãe ficou furiosa ao descobrir que os administradores da escola da sua filha a deixaram de fora de um baile, dizendo que ela estava proibida de participar porque faltou muitos dias na escola, por conta de sua doença e deficiência.

Leia também:

Mulher viraliza ao gastar R$ 400 por ano em compras e pegar comida do lixo

Recomendados

Os administradores afirmaram que esse era um regulamento da escola e não poderiam deixar ela participar de eventos extracurriculares assim. Mas, a mãe foi além e contou em um vídeo do TikTok para mais de 19.000 pessoas sobre o caso, mostrando a gravação de um áudio da reunião com os administradores, deixando o nome da mãe, da escola e da filha ocultos.

Na gravação, é possível ouvir que a filha não teria permissão para esse baile da oitava série, enquanto o administrador diz: “Crianças que não vêm à escola, não podem [ir ao baile]”. A mãe ainda tentou argumentar que a filha tem uma doença, e mesmo com documentos profissionais médicos que confirmam isso e o seu tratamento de quimioterapia, os administradores pareciam irredutíveis, chegando até a dizer que a menina “não era contagiosa” e que poderia ter ido na escola aquele dia.

@justicefight4pwcspedkids

The lack of empathy these people have is unreal! Mind you my daughter for the last 2 years has had to endure excruciating pain and the medical treatment plan she was on (chemo meds) made her really sick! They had all the medical documentation but they didnt care! People like this should not hold any power and they certainly have no business in education! They need different jobs that allow them to be the robots they are, completely heartless individuals! #PWCSVA #PWCS #VA

♬ original sound - Yesenia L.

A mãe ainda contou que a filha participa de um IEP (Programa de Educação Individualizada), programa dos Estados Unidos feito para crianças da escola pública que precisam de uma educação especial, com horários modificados e principalmente para atender as condições médicas.

“Você está discriminando alguém com deficiência que às vezes não consegue ir à escola”, disse a mãe. Então, ela pediu um bilhete escrito à mão confirmando que ela não poderia comparecer ao baile, mas eles recusaram o pedido. A mãe então escreve na legenda: “A falta de empatia dessas pessoas é surreal!”

Sorte que tudo se resolveu depois, com a menina podendo comparecer ao baile. A mãe ainda afirma que disponibilizou a gravação para que as pessoas vejam como é a falta de empatia com crianças com deficiência.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM