Notícias

Mulher é presa após fingir ser do Serviço Social para conversar e tocar em criança

O caso deixou muita gente em choque

Mulher é presa após fingir ser do Serviço Social para conversar e tocar em criança

Uma mulher de Ohio chamada Lisa Nacrelli, de 44 anos, foi autuada na manhã da segunda-feira, 19 de junho, após ser acusada de aliciamento infantil criminoso. Ela foi vista em um vídeo conversando e tocando um menino de 4 anos, enquanto os pais diziam que ela tentava o atrair para dentro de seu carro antes de fingir ser do Serviço Social de Proteção à Criança.

Leia também:

Funcionários da pizzaria nem sabiam o que estava por vir ao parar mulher que pedalava de forma imprudente

Recomendados

O incidente aconteceu no fim de semana em Norwood, Ohio, nos Estados Unidos, e na terça-feira ela ainda foi acusada de roubo e de passar por um policial. De acordo com os pais da criança, Jaimie Spradlin e Tim, as imagens de segurança da casa mostram quando Lisa tentou abordar o filho, que brincava no jardim da frente, e então começa a passar os dedos por seu cabelo, colocando o braço em volta da criança, enquanto Jaimie cuidava do outro bebê dentro de casa.

Em algum tempo, é possível ver a criança dizendo para Lisa: “Espere aqui um minuto. Estou com minha mãe”, e entra na casa para buscar a mãe. A mulher nem chegou a sair e ainda esperou que a criança voltasse, enquanto fumava um cigarro eletrônico na garagem da casa da família. Jaimie então chega e Lisa diz que é do Serviço Social, o que fez com que Jaimie concordasse em mostrar sua casa à mulher, antes de ela ir embora.

A família então decidiu investigar e descobriu que a mulher era uma impostora, fazendo com que o Departamento de Polícia de Norwood a prendesse dois dias depois do incidente. Segundo Lisa, ela “estava bebendo desde que acordei naquela manhã” e viu “uma criança que eu senti que não estava sendo supervisionada. Na tentativa de assustar o pai, fingi ser do CPS”.

A polícia ainda disse à FOX19 que ela exibiu um distintivo falso, e a família acredita que ela tinha outros motivos. “Sua intenção era claramente levar meu filho, convencê-lo a descer a rua com você até esta casa”, disse Jaimie, que afirmou que a mulher “disse ao meu filho que ela tem um veículo preto e que há uma cadeirinha muito bonita nele para ele.”

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM