Notícias

Mulher se vinga de vizinhos barulhentos

Tem gente que não tem a mínima noção

Mulher se vinga de vizinhos barulhentos

Ter vizinhos barulhentos pode ser um caos pra muita gente. Uma mulher contou no Reddit como lidou com um vizinho que, mesmo após tentar conversar, não mudou sua atitude, então ela precisou agir.

Leia também:

Pais acusam professora de querer atenção pelas roupas que usa para dar aula

No fórum “Petty Revenge”, ela escreveu: “Alguns anos atrás, quando eu estava na escola de enfermagem, me mudei para um apartamento e aprendi bem cedo que as paredes eram finas. Por isso, tentei manter o ruído no mínimo, especialmente depois das 22h. Meus vizinhos não eram tão atenciosos.

Naquela época, eu trabalhava em período integral e frequentava a escola em período integral, então eu trabalhava em média de 16 a 18 horas por dia na maioria dos dias da semana.

Durante o dia, eu achava irritante ouvi-los gritando e tocando música, mas não era culpa deles que as paredes fossem finas. Então eu investi em tampões de ouvido para poder me concentrar enquanto estudava.

O problema era que o barulho continuava até as primeiras horas da manhã. Às vezes, indo até as 3-4 da manhã. Portas batendo, música estridente, conversas sendo gritadas do andar de cima para baixo, atividade sexual desnecessariamente alta.

Eu lidei com isso por semanas, comprando tampões de ouvido mais caros e dormindo no andar de baixo, mas ainda podia ouvir muito lá embaixo. Depois de algumas semanas, deixei uma mensagem legal na porta deles explicando que eu estava na escola e trabalhando em período integral e pedi que tentassem manter o barulho depois das 22h.” contou a mulher.

Ela disse ainda que nada adiantou, chegando até a fazer uma reclamação formal. Mas um dia, quando chegou em casa às 23h e ouviu o barulho, foi a gota d’água e o estímulo necessário para se vingar..

“Eu tinha um Macbook com mais de 3.000 músicas. Acordei por volta das 6 da manhã e sincronizei meu Mac com meu alto-falante. Eu me preparei para a escola e logo antes de sair coloquei o alto-falante no volume máximo e apertei shuffle.Saí sabendo que só estaria em casa depois das 23h.

Quando cheguei, vi que todos os meus vizinhos estavam sentados do lado de fora na varanda. Saí do carro e eles estavam me encarando com punhais. Enquanto eu estava subindo, pude ouvir minha música explodindo e apenas sorri.” comentou ela, que simplesmente abriu a porta e deu boa noite para os vizinhos, que finalmente pararam de fazer barulho depois das 22h.

A mulher finalmente se mudou depois de alguns meses, e nunca mais teve que passar por isso.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM