Notícias

Noiva tem vestido preso em aeroporto após o cancelamento do voo dias antes da cerimônia

O caos dos aeroportos continua prejudicando vários casamentos

Kamille Catala sofreu com os atrasos no aeroporto dias antes da sua cerimônia de casamento. Ela, que se casaria na Inglaterra em dois dias e planejou tudo com antecedência, pode ter que voar de volta para Dublin em busca do seu vestido de noiva, que ficou preso na sua bagagem no aeroporto já que o primeiro voo foi cancelado.

Leia também:

Anel de noivado faz mulher parar no hospital

Segundo Kamille, ela deveria voar com a Aer Lingus de Dublin para Londres, e acabou tendo o voo remarcardo depois do cancelamento, mas apenas ela embarcou, e sua mala que foi despachada, não chegou ao local. A noiva começou a fazer uma reclamação para a companhia aérea, que a avisou que sua mala chegaria no endereço em 24 horas, mas até agora nada.

“Eu liguei para eles cinco ou seis vezes. O departamento de bagagens deles me enviou uma mensagem de voz dizendo que não há atualização sobre nada”, disse ela ao DublinLive. “Então é terrível. No sistema online diz que ainda estão procurando minha mala. Acredito que ainda esteja no aeroporto de Dublin porque não houve nenhuma atualização online. Nunca foi registrado novamente, então ainda deve estar lá.”

A noiva até considerou voltar para Dublin e ir atrás da sua mala pessoalmente, já que ela iria se casar em dois dias e não consegue contato com ninguém do aeroporto, mesmo explicando sobre a urgência de ter essa mala de volta já que o vestido de noiva está lá.

Segundo a companhia, o ideal é ir atrás de um atendimento com uma equipe no balcão assim que chegar ao destino, ou através do contato do telefone, portando do número da etiqueta de bagagem para relatar a perda, que pode ser encontrado em qualquer recibo no check-in.

E você, o que faria em uma situação tão caótica como essa?

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM