Notícias

Mulher que deu à luz como barriga de aluguel, diz que pais biológicos nunca foram buscar as crianças

Ela deu à luz a gêmeos há 14 meses, mas não recebeu nenhum notícia dos pais até agora

A norte-americana, Amanda* topou ser barriga de aluguel para um casal que, segundo ela, está do outro lado do mundo. Tudo ia bem com o processo, até que o casal de gêmeos nasceu e os pais biológicos nunca foram buscar os bebês.

Em entrevista ao site australiano Kidspot (em inglês), Amanda conta que estava enviando a foto para a mãe biológica dos bebês – que morava do outro lado do mundo – mas a resposta que ela recebeu não foi a que esperava.

“Ela perguntou qual gêmeo era o menino e qual era a menina – ela não sabia de qual bebê eu estava falando e já havia se passado três meses. Eu tive que tirar outra foto dos bebês e rotulá-la”, revelou Amanda.

· · ·

Se você está gostando deste texto, é provável que também se interesse por:Médicos revelam 7 coisas que toda nova mamãe deveria saber

· · ·

A norte-americana conta que, após uma experiência anterior positiva, decidiu fazer a barriga de aluguel pela última vez em 2020. Ela se registrou em uma agência que a conectou a um casal que morava no exterior.

No começo, tudo parecia estar indo bem, com Amanda engravidando com sucesso de seus gêmeos logo após assinarem o contrato.

Mas então – as coisas tomaram um rumo inesperado quando os bebês nasceram em fevereiro de 2021 e seus pais biológicos nunca foram buscá-los.

“Eles não estavam dispostos a ficar em quarentena por duas semanas antes de entrar nos EUA”, explicou Amanda. “Eles não apenas não pegaram os gêmeos, como também nunca estabeleceram seus direitos parentais.”

Atualmente, Amanda e seu marido constam nas certidões de nascimento dos bebês, pois os pais biológicos não estavam lá para o nascimento. Mas o contrato previa que uma segunda certidão de nascimento deveria ser elaborada assim que chegassem para levar os gêmeos para casa e estabelecer formalmente seus direitos parentais.

Mas isso não aconteceu, pois os pais biológicos ainda não chegaram para buscar os bebês, apesar das restrições de viagem por conta da COVID terem sido suspensas no final de 2021.

Inicialmente, eles estavam enviando dinheiro para Amanda e seu marido para cuidar dos bebês, mas recentemente, Amanda pediu que eles parassem de fazer isso se não tivessem planos de vir buscar seus filhos.

Desde então, eles simplesmente sumiram, com os pais biológicos nem mesmo entrando em contato com os gêmeos em seu primeiro aniversário.

Já se passaram 50 dias desde que Amanda e seu marido tiveram notícias do outro casal e os gêmeos de 14 meses ainda moram com eles. Eles agora contrataram um advogado para tentar descobrir o que pode ser feito quanto ao assunto.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM