Notícias

Mulher alerta outras mães após o filho perder os dedos por conta de uma erupção cutânea

O caso aconteceu por conta de uma meningite

Uma mãe usa suas redes sociais para alertar outras mães depois que seu bebê de quase 3 anos perdeu a ponta dos dedos dos pés e das mãos depois de acordar com uma erupção cutânea. Zoe, mãe de Teddie Walne, conta que isso aconteceu por conta de um envenenamento do sangue causado por uma meningite.

Leia também:

Briga no estacionamento: mulheres discutem pois uma roubou o espaço da outra

Segundo a mãe, a criança era um bebê saudável e cheio de energia, e esteve até em uma terapia intensiva para poder se recuperar, já que entrou em coma, recebeu remédios para a paralisia e usou uma jaqueta de freezer para esfriar sua temperatura corporal.

Tudo começou quando Teddie acordou com uma mancha vermelha na cabeça, que foi se espalhando por toda a barriga em questão de horas, no domingo de Páscoa. Zoe buscou a emergência e foi instruída a ficar de olho enquanto aguardava uma ligação de volta, que demorou cerca de duas horas para acontecer.

A suspeita dos paramédicos era de meningite, e os médicos disseram que Zoe salvou a vida de seu filho por não esperar. Quando chegaram ao hospital, o médico confirmou a suspeita. “Eu estava começando a ficar com medo. Eles disseram que seria muito desagradável porque não tinham tempo para esperar o alívio da dor e precisavam perfurar as tíbias dele.” contou ela.

Após 7 dias, Teddie começou a mostrar sinais de respiração por conta própria e ficou mais forte com os medicamentos. Agora, os médicos testam quais funções cerebrais foram afetadas por conta da falta de oxigênio e sangue, e tentarão curar as bolhas que se desenvolveram por conta da erupção. “Ele tem sido um lutador em tudo. Continuo agradecendo às minhas estrelas da sorte por ele estar aqui.” finalizou Zoe.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM