Notícias

Falso ginecologista usava palito de pirulito como método contraceptivo

Agora, ele está sendo acusado de usurpação de funções médicas, exercício ilegal da profissão, aborto sofrido e uso de documentos falsos

Falso ginecologista usava palito de pirulito como método contraceptivo

José Daniel López, um homem de 38 anos, foi preso recentemente após atuar falsamente como médico ginecologista na Venezuela, e utilizar palitos de pirulitos como método contraceptivo e afetar ao menos 25 mulheres.

Segundo informações compartilhadas, o sujeito exerceu a função de médico no Centro Clínico La Trinidad, na Fundação La Pastillita e em outros espaços de saúde das cidades venezuelanas de Maracay e La Victoria.

Após falsificar seus diplomas, José, que afirmava ser médico cirurgião e com especialização em ginecologia, roubava receituários de outros profissionais, além de realizar ecografias transvaginais, de acordo com o apontado pelo Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminais (CICPC).

Como era a atuação do falso ginecologista?

Às vítimas, Daniel afirmava que colocava em seus braços a popular varinha com carga hormonal, Implanon, porém na verdade inseria os palitos de pirulito, que consequentemente não as impedia de ter uma gestação.

Através de comunicado em sua conta do Instagram, o Centro Clínico La Trinidad comunicou a demissão do falso médico por utilizar indevidamente o receituário e o carimbo de outro médico. O espaço de saúde reforçou que o desligamento aconteceu também uma vez que ele utilizava “uma prática terapêutica em desacordo com o conhecimento médico atual”.

O La Trinidad disse ainda em nota que os documentos do falso médico haviam sido corroborados no site do Ministério da Saúde.

“Essa pessoa manchou a investidura de ser chamada de médico, não só para gerar dano moral às senhoras, mas também se aproveitou de nosso nome e de nossa ação social”, disse a Fundação La Pastillita.

De acordo com o apontado pelo jornalista Eleazar Urbaez, as mulheres afetadas por López estão sendo convocadas para avaliação por peritos forenses da Ccicp.

Por fim, depois de ser detido recentemente, segundo o procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, José está sendo acusado de usurpação de funções médicas, exercício ilegal da profissão, aborto sofrido e uso de documentos falsos.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM