Notícias

Funcionária processa TikTok alegando ter sofrido trauma com moderação de conteúdo

A funcionária alega que foi exposta a conteúdos perturbadores do TikTok

Candie Frazier, funcionária da Telus Internacional, empresa terceirizada, entrou com um processo contra a rede social Tiktok alegando que exposta a vídeos perturbadores enquanto atuava como moderadora de conteúdo.

A funcionária trabalhava revisando os conteúdos denunciados pelos usuários e afirma que sofreu transtorno de estresse pós-traumático. O processo foi aberto por Candie em dezembro e seu objetivo é que o caso se torne uma ação coletiva.

Steve Williams, advogado de Frazier, disse que ela foi exposta a conteúdos que incluem abuso sexual infantil, estupro, suicídio, assassinato, entre outros. Ele também ressaltou que o TikTok não informou que a tarefa pode ter um impacto na saúde mental dos colaboradores.

A Telus Internacional, empresa que atua na terceirização dos funcionários, não foi processada e afirmou à “NBC News” que tem um programa de “resiliência e saúde mental” para apoiar funcionários e que Frazier nunca usou canais internos para se manifestar.

Com o processo, a funcionária exige que os turnos dos moderadores sejam limitados em até quatro horas (atualmente, são de 12 horas) – e mudanças para tornar vídeos menos perturbadores aos moderadores.

Em nota, o TikTok afirmou ao G1 que se esforça para promover “um ambiente de trabalho de cuidado para nossos funcionários e terceirizados”.

+ NOTÍCIAS

Ele tem apenas 9 anos e trabalha colocando unhas de acrílico para pagar a operação do irmão com câncer

Senhora acha que celular é inútil porque não consegue falar com os filhos e descobre que eles nunca ligaram

Mulher se recusa a usar máscara durante voo e coloca fantasia de macaco

Vovó viraliza ao realizar o último desejo do marido: se casar com o melhor amigo dele aos 90 anos

Podcaster é atacada por pessoas brancas ao divulgar vaga de trabalho apenas para mulheres negras, indígenas ou trans

⋅ ⋅ ⋅

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM