Notícias

Primeiro caso de assédio é registrado no metaverso

A empresa Meta (ex-Facebook) recebeu a denúncia de uma mulher que sofreu assédio dentro do ambiente virtual que simula a realidade

A Meta, ex-Facebook, está investindo no metaverso e liberou o Horizon Worlds para que alguns milhares de voluntários nos Estados Unidos e Canadá, utilizassem. Os usuários tiverem a oportunidade de entrar em um ambiente virtual que simula a realidade e visitar praças públicas e participar de brincadeiras, conversas e eventos.

Parece que os problemas da vida real serão reproduzidos na realidade virtual, pois a empresa já recebeu a sua primeira denuncia de assédio dentro da realidade virtual. Uma mulher que participara como voluntária denunciou que seu avatar foi apalpado de forma inapropriada.

“Assédio sexual não é brincadeira na internet normal, mas estar em Realidade Virtual adiciona toda uma nova camada que faz o evento ficar ainda mais intenso”, escreveu a vítima. Vivek Sharma, vice-presidente do projeto, afirmou, em conversa com o The Verge, que o caso de “absolutamente infeliz” e diz que a companhia já analisou o ocorrido.

NOTÍCIAS:

Movimento para mostrar os pelos no corpo cresce com mulheres que não têm medo de críticas

Ciclo menstrual pode ter pequeno atraso após a vacinação, segundo estudo

Justiça britânica determina que tirar foto de mulher amamentando é crime

Mulher indígena faz história ao se tornar primeira apresentadora de TV com tatuagem facial

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM